Novidade

Com eleição prevista para novembro, ASA tem primeiro candidato declarado à presidência

Weslley Farias, 31 anos, está disposto a concorrer ao cargo de mandatário do alvinegro

POR: 7segundos
Weslley Farias anunciou que é candidato à presidência do ASA
Reprodução Redes Sociais

A Agremiação Sportiva Arapiraquense (ASA) terá eleições em novembro para a escolha de sua nova diretoria para o biênio 2021 e 2022. A informação foi confirmada ao portal 7segundos pelo vice-presidente do Conselho Deliberativo, o advogado Higor Rafaell Oliveira Godoi. A data, no entanto, não está confirmada.  E já tem um candidato declarado, trata-se de Weslley Farias Lopes da Silva, 31 anos, atual responsável pela ASA TV.  Mas há, também, comentários sobre a possibilidade de candidatura do próprio advogado Higor Rafaell.

Encabeçada por Weslley Farias, a chapa denominada Transparência e União é a única que se apresentou até o momento. Já publicou até mesmo seu planejamento, que inclui orçamentos abertos aos associados e torcedores, apresentando a estimativa de receitas, custos e investimentos que serão disponibilizados durante os dois anos diretivo.  Além disso impondo um limite de gastos, evitando gastar muito com contratações caras, solicitação de adiantamento de publicidade, patrocínios ou empréstimos.

“ Os gastos com salários e contratações deve ser, no máximo, igual às receitas, para garantir que o restante possa ser usado para quitar dívidas trabalhista”, cita o projeto.  Wesley Farias defende ainda uma auditoria contábil, seguindo Lei n° 9.615/98 (Lei Pelé).

Ainda de acordo com o que foi divulgado a imprensa, caso seja vencedor, o grupo pretende disponibilizar, mensalmente, no site Portal da Transparência a prestação de contas do ASA em notas fiscais. “No final de cada ano, como ressalva estatuto do clube, será  disponibilizado balanço financeiro forma de prestação de contas anual,” destaca o programa.

DÉBITOS TRABALHISTAS

O  programa apresentado pela chapa encabeçada por Wesley Faria prevê que todo o patrocínio da prefeitura ficará destinado para pagamentos de dívidas trabalhistas. O objetivo é concluir a gestão, em 2022, deixando o nome do clube adimplente no mercado.

O projeto ainda prevê mudanças na estratégia de marketing para atrair mais sócios e torcedores, além de uma modernização da base, começando a partir do sub-7 para crianças de seis e sete anos e fechando com o sub-20.

O elenco profissional será regionalizado, com alguns atletas de outros Estados. O objetivo é montar um time competitivo, sem gastar tantos recursos e, através das competições, garantir calendário e caixa para o clube.

Outro objetivo é incentivar o futebol feminino  e outras modalidades como natação, maratona, voleibol e judô, entre outras.

7Segundos

Veja Também

Comentários