Pandemia

Taxistas sofrem redução de 80% e Associação lamenta falta de fiscalização no transporte por aplicativo

De acordo com Osmair Martins muitos taxistas só conseguem fazer duas corridas, em média, por dia

POR: 7segundos
Osmair Martins presidente da Associação dos Taxistas de Arapiraca
Arquivo/7Segundos

O presidente da Associação dos Taxistas de Arapiraca, Osmair Martins, afirmou que os profissionais da área estão enfrentando dificuldades em razão da Pandemia de Covid 19. Por conta do isolamento social e restrições para o funcionamento do comércio, houve uma redução de aproximadamente 80% no fluxo de passageiros, segundo avaliação. Outra preocupação é com a concorrência do transporte por aplicativo.

Segundo Osmair Martins, muitos motoristas de aplicativos vieram de outras cidades para trabalhar em Arapiraca. “Como não há uma fiscalização adequada, eles chegam de outras cidades e trabalham livremente”, afirmou o presidente da Associação. De acordo com Osmair, são motoristas que vieram de Maceió, Paulo Afonso (BA) e outras cidades. “Tem colega que fica na praça o dia inteiro para fazer uma ou duas corridas”, destacou.

O presidente da Associação dos Taxistas lamentou ainda que o presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal), Ronaldo Medeiros, não tenha se posicionado sobre se os taxistas de Arapiraca podem ou não fazer o transporte de passageiros para o Aeroporto Zumbi dos Palmeares. “Chegou a ser dito que estava permitido, mas os taxistas foram barrados e seus veículos ficaram apreendidos,” contou ao Portal 7segundos. “Só podemos ir a Maceió em caso de atendimento de saúde e, mesmo assim, temos que fazer uma solicitação antecipada,” destacou Osmair Martins.

Como as Vans de transporte alternativo também não estão circulando, quem precisa ir a Maceió acaba utilizando transporte clandestino ou a chamada carona compartilhada.  

7Segundos 80% redução falta de fiscalização Osmair Martins Taxistas transporte por aplicativo

Veja Também

Comentários