bahia

Polícia faz operação contra empresa que deixou de entregar respiradores no Nordeste

Polícia comanda 15 mandados de busca e apreensão em Salvador

POR: Jovem Pan
Respiradores foram comprados na Europa e na China
Freepik

A Operação, chamada de Ragnarok, cumpre — além das prisões — outros 15 mandados de busca e apreensão em Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Segundo a Polícia, mais de 100 contas bancarias vinculadas ao grupo foram bloqueadas.

Duas das prisões aconteceram no Distrito Federal, onde foram cumpridos dois mandados de prisão temporário em um hotal e dois de busca e apreensão em um residencial da capital federal, e outra no Rio de Janeiro. Todos devem ser levados para a Bahia ainda nesta segunda.

De acordo com a Polícia, o grupo alvo da ação é especialista em estelionato através de fraude na venda de equipamentos hospitalares. Segundo as investigações, a empresa teria recebido R$ 48 milhões por um conjunto do equipamento, não realizou a entra e nem devolveu o dinheiro.

O grupo teria sido descoberto após denúncia do Consórcio do Nordeste. De acordo com as investigações, a empresa alvo da ação se apresentava como revendedora dos produtos e tentou negociar fraudes com vários setores no país.

A operação é coordenada pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia, através da Superintendência de Inteligência, e conta com a participação da Polícia Civil da Bahia, através da Coordenação de Crimes Econômicos e Contra Administração Pública, da Polícia Civil de SP, do Distrito Federal e do Ministério Público da Bahia.

 

Operação Polícia respiradores

Veja Também

Comentários