em busca do pai

Mulher descobre adoção quando mãe adotiva morre e procura pai biológico de Traipu

Cristiane descobriu na sua certidão que pais se chamam Eunício Vicente da Silva e Luzia Barbosa da Silva

POR: 7Segundos
Cristiane descobriu que era adotada quando a mulher que a criou morreu
Cortesia

Criada a vida inteira no interior de Minas Gerais, na zona rural de Ervália, Cristiane da Silva Pavão, nunca soube que era adotada, com morte da mãe em 2016, descobriu na hora da partilha de bens, que além de não ter direito à herança, não fazia parte daquela família.

Hoje com 39 anos, nascida em 25/07/1980, Cristiane que não tem mais pai e mãe, tem um desejo de conhecer seus pais biológicos, que de acordo com sua certidão de nascimento se chamam Eunício Vicente da Silva, natural de Traipu, Alagoas, e Luzia Barbosa da Silva natural de Arealva, São Paulo.

De acordo com uma vizinha da família, o pai biológico abandonou sua mãe e ela com seis dias de vida, na cidade de Campinas, São Paulo. O pai tinha um kombi branca, e abandonou as duas para viver com uma mulher que se chama Levina, e que tinha cinco filhos.

A mãe biológica sem condições de criá-la, entregou Cristiane a mulher que a criou, que se chamava Luzia Sabino Barbosa de Souza  e o homem que a criou Tarcizo Borges de Assis. Ela foi levada de São Paulo para Minas Gerais onde só descobriu a verdade anos mais tarde.

Hoje órfã de pais, e sem saber ao certo sua própria história, Cristiante tenta encontrar o pai, que é natural de Traipu, Região Metropolitana do Agreste de Alagoas. Se alguém tiver informações sobre os pais biológicos é só entrar em contato com a Cristiane através do número 32 8498-9496.

7 segundos Alagoas arealva Campinas Cristiane da Silva Pavão encontrar pai biológico ervália Eunício Vicente da Silva Luzia Barbosa da Silva Minas Gerais mulher São Paulo sete segundos Traipu

Veja Também

Comentários