Geral

[Vídeo] Motoristas do transporte complementar fazem manifestação em Arapiraca e pedem socorro ao governo do estado

Mais de 310 veículos s participaram da carreata pelas ruas da cidade

POR: 7segundos
Motoristas do transporte complementar fazem manifestação em Arapiraca e pedem socorro ao governo do estado
Ewerton Silva / 7segundos

Quem passou hoje pela manhã no bairro Zélia Barbosa Rocha, em Arapiraca, foi supreendido com cerca de 310 vans às margens do Lago da Perucaba. A concentração dos transportadores de passageiros interestaduais faz parte da manifestação dessa categoria que tem como objetivo chamar a atenção do governo estadual e exigir condições mínimas para garantir o sustento das famílias.

De acordo com Maércio Ferrreira, presidente do Sindicato dos Transportadores Complementares de Passageiros Alagoas (Sintrancomp), os trabalhadores desse setor estão há 51 dias sem trabalhar em função do Decreto Estadual que probiu o transporte de passageiros em todo o estado como medida de prevenção ao avanço no coronavírus. Maércio Ferreira afirma que a categoria apoia o isolamento social pois estão conscientes que essa é, por enquanto, a medida mais eficaz de barrar o número de mortes que vem aumentando a cada dia em Alagoas. 

Durante todo esse período, os permissionários do setor receberam 2.500 cestas básicas que foram distribuídas pelo estado por meio da Agência Reguladora de Transporte e Serviços de Alagoas (Arsal) mas não foi suficiente.

“Enviamos dois ofícios ao governador reivindicando nossas pautas para podermos continuar colaborando com o isolamento social mas ainda não recebemos resposta”, informou Maércio.

De acordo com o presidente do Sintrancomp, o governador liberou uma linha de crédito por meio da Desenvolve - Agência de Fomento de Alagoas , no valor de R$ 1.500 mas que segundo Maércio Ferreira, não atende às necessidades da categoria.

” O teto dessa linha de crédito é de R$ 2.500, um valor que não atende à categoria. Além disso, para poder ter acesso a essa dinheiro é exigido o aval de cinco pessoas, muita burocracia para um valor pequeno”, relatou Ferreira.

Os permissionáiros do transporte intermunicipal de Alagoas solicitaram nos ofiícios enviados ao governador Renan Filho, que esse teto de fiinanciamento seja ampliado para R$ 15 mil com carência de 6 meses.

Outra proposta enviada ao governo estadual pelo sindicato, é que durante a pandemia fossem liberados quatro salários mínimos, dois salários para os permissionáriios, um para motorista e um para cobrador.

De acordo com o Sindtram, em todo o estado mais de 1.300 permissionários do transporte alternativos - aqueles que conseguiram a concessão para a realizar o transporte de passageiros, e 3 mil motoristas e cobradores estão sem trabalhar desde o dia 23 de março.

“Além dessa ajuda durante o período da pandemia, no retorno às atividades, que niguém sabe quando isso vai ocorrer, é necessário uma política de incentivos fiscais, como a isenção do ICMS do combustíveis, para que a gente possa suportar as sequelas deixadas por essa pandemia”, finalizou Maério Ferrreira.

Durante a manifestação no Lago da Perucaba, os manifestantes usaram um mini trio elétrico par realizar discursos reforçando o apoio do Sindicato à categoria, rezam um terço e depois seguiram em carreata até a rodovia AL 220, que dá acesso a várias regiões do estado.

 

Galeria de Fotos


7Segundos Arapiraca complementares lago da perucaba Manifestação motoristas permissionários

Veja Também

Comentários