Em Arapiraca

Nem todos os óbitos do Hospital Afra Babosa são por covid-19; entenda

Unidade é referência no atendimento de casos do novo coronavírus

POR: 7Segundos
Hospital Afra Barbosa, em Arapiraca
Reprodução

O município de Arapiraca registrou a primeira morte por covid-19 na manhã deste domingo (03) no Hospital Memorial Djacy Barbosa, conhecido como Afra Barbosa. Trata-se de uma mulher de 51 anos, residente no bairro Baixa Grande.

Porém, a população começou a questionar sobre as outras mortes registradas na unidade de saúde desde que ela reabriu apenas para o atendimento de casos suspeitos e confirmados do novo coronavírus.

Em entrevista ao 7Segundos, administradora do Hospital Memorial Djacy Barbosa, Iza Castro, explicou que nem todos os casos suspeitos acabam se confirmado em covid-19.

De acordo com informações repassadas por ela, uma idosa, de 105 anos, e um homem, 32 anos, morreram no hospital na sexta-feira (1°), mas ambos testaram negativo duas vezes para a doença.

“Nosso atendimento é a portas fechadas, ou seja, o paciente já vem regulado pelo Estado dos municípios. Chegam pacientes já confirmados ou ainda sob investigação. A gente solicita ao Lacen o exame e, enquanto isso, nós seguimos o protocolo de tratamento”, explicou Iza Castro.

Sobre a morte da mulher de 51 anos na manhã deste domingo, Iza Castro explicou que a paciente veio encaminhada do Hospital Regional.

“Foi feito todo o protocolo e os procedimentos foram realizados. Um novo teste rápido confirmou novamente a doença. Infelizmente, o quadro clínico dela estava muito grave e ela acabou não resistindo. É o nosso primeiro caso de óbito na cidade de Arapiraca”, disse.

A administradora do Hospital Memorial Djacy também ressaltou que, apesar dos questionamentos nas redes sociais, a ética e o sigilo profissional não permitem que a identidade da vítima seja revelada sem autorização da família.

“Outras pessoas dizem que não escutam falar dos enterros de pessoas infectadas. Os procedimentos são muito rápidos. O paciente sai do leito que faleceu direto para o caixão, totalmente lacrado com sacos de óbito. A despedida familiar acontece por apenas 30 minutos. É protocolo patrão de todo mundo, precaução para que não haja contaminação”, explicou.

Atualmente, o Hospital Memorial Djacy Barbosa possui 14 internamentos de casos suspeitos e confirmados. Segundo o boletim, quatro pessoas estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), dois confirmados e dois suspeitos. Em leitos clínicos, há 10 pacientes, três confirmados e sete em investigação.

Desde que foi reaberto do dia 15 do mês passado, o hospital já recebeu 22 internamentos. Até agora, cinco pessoas testaram negativo, duas morreram e três tiveram alta. Duas pessoas com diagnóstico positivo para covi-19 tiveram alta e uma morreu.   

covid-9 Entenda hospital afra barbosa Óbitos

Veja Também

Comentários