Política

Temporal atinge Baixada Santista e deixa ao menos 9 mortos

Outras seis pessoas estão desaparecidas; acumulado de chuvas nas últimas doze horas chegou a 282mm no Guarujá e 218mm em Santos

POR: Veja
Temporal atinge Baixada Santista e deixa ao menos 9 mortos
Reprodução

As fortes chuvas que atingem a Baixada Santista, em São Paulo, desde a noite de segunda-feira 2 deixaram ao menos nove mortos. O temporal causou deslizamentos de terra, alagou ruas na região e afetou o transporte público e estradas. Segundo a Defesa Civil do estado, as mortes aconteceram nas cidades de Santos, Guarujá e São Vicente. Outras seis pessoas seguem desaparecidas.

O acumulado de chuvas nas últimas doze horas foi de 282mm no Guarujá, 218 mm em Santos, 170mm em Praia Grande, 169 em São Vicente, 160mm em Mongaguá, 132mm em Cubatão e 110mm em Itanhaém e Bertioga.

Entre as vítimas, está um bombeiro que trabalhava em um resgate e foi soterrado no Guarujá. O incidente aconteceu no Morro do Macaco. Segundo o Corpo de Bombeiros, há outro agente desaparecido no mesmo lugar. Os dois trabalhavam no resgate de uma criança quando houve um deslizamento que os atingiu. A criança e a mãe também morreram.

Outros deslizamentos de terra provocaram duas mortes na região da Enseada, no Guarujá, e mais duas em São Vicente.

A previsão para toda a terça-feira é de chuva moderada a forte em todo o litoral São Paulo, devido à formação de uma área de baixa pressão e à circulação dos ventos nos altos níveis da atmosfera.

Avenidas que dão acesso a Santos estão inundadas por causa das fortes chuvas. A EMTU, empresa responsável pelo VLT que faz a ligação entre as cidades de Santos e São Vicente, anunciou que devido a um deslizamento de terra próximo ao túnel que liga os municípios, a operação foi suspensa.

As rodovias Anchieta e Cônego Domênico Rangoni também foram atingidas. Na Anchieta, há bloqueio no km 45, sentido capital, onde caiu uma barreira, segundo a Ecovias. Já na Cônego Domênico Rangoni, a Ecovias informa que o bloqueio atinge todo o trecho na direção do Guarujá. No sentido capital, há interdição no km 263.

Vídeos publicados nas redes sociais mostram ônibus cheios de água e diversas ruas inundadas na região:

 

Chuvas Defesa Rodovias segundo trabalhava

Veja Também

Comentários