Julgamento

Empresário e policiais acusados na morte de Mago dos Ovos sentam no banco dos réus

Auditório do Fórum de Arapiraca está lotado para júri popular de acusados de homicídio

POR: 7Segundos
Fórum de Arapiraca
Ewerton Silva/ 7Segundos

O empresário José Nilton Ferreira, os policiais militares José Sandro da Silva e Jair Matias dos Santos e o policial civil Paulo César da Silva Melo estão sentados no banco dos réus no Fórum de Arapiraca. O júri popular sobre o sequestro e homicídio de Severino José Fernandes, o "Magos dos Ovos" já começou e o auditório ficou tão lotado que o juiz Alfredo Mesquita, que preside o julgamento, proibiu a entrada de mais pessoas na sala de julgamento, para evitar tumulto.

O julgamento já começou e mais de 20 pessoas, entre testemunhas de defesa e de acusação deverão prestar depoimento sobre o assassinato que aconteceu 14 anos atrás.

Mago dos Ovos foi sequestrado na frente de casa no dia 06 de fevereiro de 2006, no momento em que ele abria o portão para guardar o carro na garagem. Ele foi levado no próprio veículo, que foi encontrado carbonizado três dias depois em São Sebastião. Uma semana depois do sequestro, o corpo foi encontrado em um canavial no município de Campo Alegre. A vítima foi brutalmente assassinada, teve os órgãos genitais, mãos, pés e a cabeça decepados. Após a morte, ainda atearam fogo ao cadáver, que ficou parcialmente carbonizado.

A comissão de delegados constítuída na época para investigar o crime chegou até os acusados após informações de que teria ocorrido uma rixa entre Mago dos Ovos e o empresário José Nilton. Isso teria ocorrido porque a companheira do empresário teria mantido um relacionamento com a vítima anos antes e ele teria comentando com algumas pessoas que tinha fotos eróticas da mulher. O empresário teria pressionado a vítima, que afirmou que não tinha mais as fotos.

Conforme as investigações à época, o empresário teria se juntado ao irmão da mulher, o policial civil Paulo César, conhecido como PC, e fizeram contato com o PM da reserva José Jorge Farias Melo - que morreu anos depois - que foi responsável por contratar os soldados José Sandro da Silva e Jair Matias dos Santos, para executar o crime. 

Os réus estão sendo defendidos por um grupo de advogados que inclui José Fragoso e Raimundo Palmeira. 

7Segundos Arapiraca fórum homicídio Jair Matias dos Santos José Jorge Farias Melo José Nilton Ferreira José Sandro da Silva Julgamento juri popular Mago dos Ovos Paulo César da Silva Melo

Veja Também

Comentários