Crise

Ex-alunos da Fera denunciam cobrança ilegal para emissão de diplomas

Direção fez reunião e pediu a ex-alunos R$ 250 para diploma, mas sem previsão de entrega

POR: 7Segundos
Faculdade Fera
Reprodução/Internet

Ex-alunos da Fera, que há dois anos pelejam para receber o diploma denunciam que a faculdade está pedindo R$ 250 para agilizar a liberação do diploma. Em reunião ocorrida na noite de segunda-feira (10), a direção da instituição solicitou o dinheiro alegando problemas financeiros.

"Eles fizeram essa reunião e chamaram poucos alunos. Eu mesmo fiquei sabendo através de terceiros e muitos colegas que queriam participar dessa reunião não puderam ir, porque  moram em outra cidade e só ficaram sabendo em cima da hora", afirmou uma ex-aluna, que pediu para não ter o nome revelado. 

De acordo com ele, menos de 20 pessoas participaram da reunião, que aconteceu na escola Santa Cecília, para onde a instituição se mudou recentemente e foi encerrada depois que alguns dos ex-alunos passaram a fazer questionamentos. A direção da faculdade teria admitido que chamou o grupo para relatar os problemas financeiros e para dizer que quem pagasse a quantia pedida teria o diploma agilizado, mas não deram qualquer prazo para a entrega do documento.

"Eles não obrigam a pagar, porque sabem que taxa para expedição do diploma é ilegal, mas dão a entender que quem paga vai receber o diploma logo, mas também não dizem quando isso vai acontecer. Tem um colega de turma que pegou há seis meses e também não recebeu o diploma", declarou.

A denunciante explica que faz parte da turma do curso de complementação de Pedagogia, voltado para portadores de diploma e concluído em 18 meses, em 2018. Quando começaram os atrasos na entrega do diploma, acreditava que o problema era exclusivo de sua turma, mas depois ficou sabendo que alunos de cursos semipresenciais e à distância estão passando pela mesma situação. "Eles querem que a gente pague uma taxa que é ilegal, mas eles é que deveriam pagar a gente, por todos os danos que sofremos, morais e materiais. Eu passei em um concurso para uma prefeitura, mas não pude assumir porque não apresentei o diploma na prova de títulos. Tem vários colegas que se endividaram para pagar a faculdade e hoje, dois anos depois, a instituição não cumpriu com sua parte", declarou.

Da turma de complementação de Pedagogia, apenas duas ex-alunas receberam os diplomas fazendo com que os demais acreditem que a faculdade pode estar retendo os documentos dos demais. Segundo a denunciante, as ex-alunas que receberam os diplomas estariam organizando um abaixo-assinado e prometiam causar grande alvoroço. Ambas então teriam sido chamadas e receberam os diplomas, com a recomendação de que cortassem contato com os colegas, para que eles não ficassem sabendo.

"Como chegou uma remessa de diploma, só com o delas duas? E o dos demais, por que não chegaram?", a ex-aluna afirma que quando essas questões foram levantadas, a direção da Fera disse que a reunião estava encerrada. 

Esta não é a única denúncia recebida contra a faculdade Fera. O Portal 7Segundos já noticiou que ex-alunos venceram uma ação contra a instituição por propaganda enganosa e há meses costuma receber mensagens e telefonema de pessoas que concluíram o curso na instituição e que aguardam a liberação do diploma, que nunca chega, como é o caso de estudantes do pólo no município de Capela, que esperam há três anos para receber o documento. Recentemente, recebemos mais um relato de ex-aluno da instituição em Arapiraca, que afirma entrar em contato com a faculdade, pessoalmente ou por telefone, praticamente todas as semanas.

"Não tenho como deixar de achar que estão tentando fazer a gente de bobo. Em dezembro eles disseram que tinha uma remessa de diplomas para chegar nas primeiras semanas de janeiro. Depois, falaram que chegaria só depois do dia 20, porque a universidade que valida o diploma estava de férias. Estive lá no dia 25 e nada do diiploma, mas disseram que chegaria na semana seguinte. No prazo, entrei em contato de novo e nada novamente. Eles ficam assim, sempre adiando", declarou. O ex-aluno pediu para não ter o nome divulgado porque teme que, se identificado pela instituição, pode ser ainda mais prejudicado.

A reportagem entrou em contato com a direção da Faculdade Fera, por telefone, na manhã desta terça-feira (11). Um dos membros da direção, conhecido como Thiago, afirmou que a instituição prefere manter silêncio e não se pronunciar sobre a questão. 

"Nós estamos aqui absorvendo e vai dar tudo certo. E dependendo, se colocarem, podem ter certeza que vou entrar com um processo contra vocês", afirmou Thiago, que se recusou a dizer o sobrenome. Ele ameaçou processar o 7Segundos por dar voz aos ex-alunos da instituição que lutam para receberem o diploma que têm direito. Em todas as matérias produzidas pelo portal sobre o problema, sempre provocadas por ex-estudantes na instituição, a Fera foi procurada para dar sua versão sobre os fatos, como prega o bom jornalismo. Nas vezes anteriores, no entanto, não conseguimos contato com ninguém da direção. Celulares não eram atendidos e funcionários avisavam que estavam em "reunião", ou "indisponíveis no momento".
 

7Segundos Arapiraca Capela denúncia diploma direção Emissão Faculdade fera jornalismo processo

Veja Também

Comentários