em liberdade

Baixinho Boiadeiro pode ser solto a qualquer momento

Soltura de membro dos clã Boiadeiro deixa Batalha com clima tenso

POR: 7Segundos
José Márcio Cavalcante, o "Baixinho Boiadeiro"
Reprodução/ Internet

Apesar de responder por vários crimes, José Márcio Cavalcante de Melo, o "Baixinho Boiadeiro", pode sair do sistema prisional a qualquer momento. Na manhã desta quarta-feira (22), a votação do habeas corpus (HC) em que ele é acusado de tentativa de homicídio na Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Alagoas deu empate e, por conta disso, a decisão é favorável ao acusado.

O HC se referia a tentativa de homicídio contra o empresário José Emílio, que aconteceu no mesmo dia em que o pai do acusado, Neguinho Boiadeiro, foi assassinato, em 2017. Zé Emílio, como é mais conhecido, é filho do falecido prefeito de Batalha, José Miguel, que foi assassinado pelo tio de Baixinho Boiadeiro em 1999, Laércio Boiadeiro, dando início a rixa familiar entre os Boiadeiro e os Dantas.

Na sessão ordinária da Câmara Criminal que aconteceu na manhã desta quarta, o desembargador João Luiz Azevedo Lessa, que havia pedido vistas do HC no dia 16 de dezembro, votou contra a soltura de Neguinho Boiadeiro, assim como o desembargador Sebastião Costa Filho. O relator da matéria, desembargador José Carlos Malta Marques, e Washington Luiz já haviam votado favoravelmente a soltura do acusado. Como a votação deu empate, prevalece a decisão mais favorável a Baixinho Boiadeiro, que havia obtido outro habeas corpus concedido pela mesma Câmara Criminal em dezembro passado.

A tentativa de homicídio aconteceu na residência de Zé Emílio. Segundo informações divulgadas pela polícia na época, Baixinho Boiadeiro estava se dirigindo para o hospital de Batalha, após ser informado da morte do pai, e, no trajeto passou em frente a casa do empresário, que estava na calçada. O Boiadeiro teria atirado várias vezes na direção de Zé Emílio, que mesmo atingido, conseguiu escapar para o interior da residência. Após intervenção do governador Renan Filho (MDB), o empresário foi socorrido de helicóptero e encaminhado para um hospital em Maceió. Após o incidente, Baixinho Boiadeiro fugiu e, no dia seguinte, a justiça expediu mandado de prisão preventiva contra ele.

Baixinho Boiadeiro responde ainda por outros dois crimes: o assassinato de Toni Pretinho, em dezembro de 2017; e pelo assassinato do irmão da prefeita de Batalha Marina Dantas, Theomar Bezerra Cavalcante Júnior, e do segurança Edivaldo Joaquim de Matos, que trabalhava para o marido da prefeita, Paulo Dantas. Ele, o irmão, José Anselmo Cavalcante de Melo, o Preto Boiadeiro, e Thiago Ferreira dos Santos, mais conhecido como "Pé de Ferro", chegaram a ser julgados e condenados pelo duplo homicídio no ano passado, mas o júri popular foi anulado.

Entre o dia da tentativa de assassinato contra Zé Emílio e o julgamento da morte do irmão da Marina Dantas, Baixinho Boiadeiro permaneceu foragido. Mesmo assim, publicou um vídeo nas rfedes sociais afirmando que o pai dele, Neguinho Boiadeiro, teria sido assassinado a mando da prefeita de Batalha, Marina Dantas, e do deputado Paulo Dantas, motivado por disputas políticas. 

Após a prisão dele, a polícia divulgou que Baixinho Boiadeiro estaria tramando o assassinato de Paulo e Marina Dantas e teria chegado a contratar pistoleiros para executar o crime. Gravações de voz do acusado, que comprovam a denúncia, foram divulgadas para a imprensa.

Com a soltura de Baixinho Boiadeiro, o clima de tensão volta a se instalar no município de Batalha. A população teme que a rixa entre a família e os Dantas faça mais vítimas no município.

7Segundos baixinho boiadeiro Batalha boiadeiro Câmara Criminal clima tenso Dantas Família Boiadeiro familia dantas Habeas Corpus HC João Luiz Azevedo Lessa José Carlos Malta Marques José Márcio Cavalcante de Melo Laércio Boiadeiro Maceió Marina Dantas neguinho boiadeiro Paulo Dantas Pé de Ferro pistoleiros Preto Boiadeiro Sebastião Costa Filho tensão tentativa de homicídio Toni Pretinho tribunal de justiça de alagoas Washington Luiz Zé Emílio Dantas Zé Miguel

Veja Também

Comentários