Calote

Três anos após concluir curso, alunos do pólo Fera de Capela ainda aguardam diplomas

Conforme denúncia, turmas posteriores também não receberam diploma

POR: 7Segundos
Faculdade FERA
Divulgação

Eles são professores em sala de aula, estudantes que querem fazer pós-graduação, servidores que querem melhorar os salários e pessoas que não conseguem levar a vida adiante devido a depressão. Todos passaram quatro anos fazendo curso de Pedagogia, no município de Capela, com o objetivo de ter mais chances de crescer na vida, mas agora assistem as oportunidades irem pelo ralo.

"Alguns são professores, mas não poderão mais dar aulas porque a declaração de conclusão de curso perdeu a validade; outros estão tentando fazer outros cursos em outras instituições, mas não conseguem; funcionários públicos querem fazer a mudança de letra, mas não podem sem diploma; e tem gente que já se desgastou tanto com tudo isso e hoje sofre de depressão", afirma Jilsille Batista da Silva.

Ela e mais de 30 pessoas que faziam parte da primeira turma de Pedagogia do pólo de Capela da Faculdade Fera, concluíram o curso em 2017 e até hoje não receberam os diplomas. As turmas seguintes, que terminaram nos anos posteriores, também receberam apenas uma declaração da faculdade atestando que concluíram o curso, mas não tem nenhum prazo concreto para receberem os diplomas e poderem exercer, de fato e de direito, a profissão.

A ex-aluna afirma que as promessas para entregar o diploma de 2017 para cá foram tantas e as desculpas dadas por não cumprir foram tão variadas que ela sequer lembra de todas. "A verdade é que eles são enrolam a gente. Dizem que o diploma vai chegar tal dia e depois inventam uma desculpa qualquer. O mesmo vem acontecendo com as pessoas das outras turmas depois da minha, a diferença é que, para eles, a faculdade ainda cobrou uma taxa de R$ 250 para liberar o diploma, que não liberaram", afirma.

Jilsille conta que, durante quatro anos, assistia aulas dois domingos por mês, o dia inteiro. Entregou trabalhos, recebia notas das disciplinas, fez o trabalho de conclusão de curso, pagaram as mensalidades; tudo como em uma faculdade à distância. Quando o curso foi concluído, começou a dor de cabeça.

Algumas pessoas da turma ingressaram com ações judiciais exigindo a liberação do diploma e indenização por danos morais e materiais e a Defensoria Pública de Capela também ajuizou uma ação civil pública em favor da turma de Jilsille e das demais, contra a instituição. O juiz da vara estadual, no entanto, entendeu que a ação é de competência da Justiça Federal.

"A gente não sabe mais a quem apelar para tentar resolver esta situação. Alguns dos ex-alunos têm medo de serem prejudicados por procurar a Justiça, mas receber o diploma é um direito nosso", ressaltou.

Mesmo sem entregar os diplomas de graduação, a Faculdade Fera Pólo de Capela abriu vagas para curso de pós-graduação. "Não contentes, ainda tentam enrolar a gente mais uma vez. Eles propuseram para a gente fazer o curso e receber o diploma de graduação junto com o certificado da pós-graduação, daqui um ano e meio. Mas acho que ninguém vai cair nesse conto do vigário", ressaltou.

O Portal 7segundos tentou contato com a direção da Faculdade Fera, mas até o fechamento desta matéria não obteve êxito.

7Segundos Arapiraca calote Capela diploma faculdade fera golpe pedagogia Polo Capela

Veja Também

Comentários