Conflito

[Vídeo] Com portas fechadas, fiéis rezam na porta da igreja e realizam festa do Padroeiro em Traipu

De acordo com a população o Padre mandou a igreja ficar fechada por três dias

POR: 7 Segundos
Fiéis mantiveram a tradição e rezaram na porta da igreja da comunidade Santa Cruz, em Traipu
Cortesia

A comunidade católica de Santa Cruz, povoado da cidade de Traipu, região agreste de Alagoas, está revoltada. A população diz que o Padre Geraldo mandou que as portas da Igreja ficassem fechadas para que não ocorresse a festa de Bom Jesus dos Aflitos, padroeiro da comunidade.

De acordo com a denúncia, a igreja ficou fechada de 23 a 25 de dezembro e a festa aconteceu do lado de fora da igreja. A festa do Bom Jesus dos Aflitos acontece a mais de 100 anos ininterruptos, todo dia 25 de dezembro. “Os fiéis desta comunidade têm um apresso e uma fé grandiosa pelo nascimento do menino Jesus e fazem suas orações de agradecimento pelo ano produtivo e pedem proteção para o ano que se aproxima, principalmente na noite de natal. Mas neste ano não foi possível, pois o então sacerdote pediu à comissão da igreja que fechassem as portas da igreja durante os dias de festividades do Bom Jesus dos Aflitos e estavam proibidos de abri-la, onde todas a chaves da igreja foram recolhidas pelo Seminarista desta comunidade, que participa do Seminário Mater Ecclesiae em Itapecerica da Serra – SP e do qual está em férias do mesmo”, diz a postagem em uma rede social.

“Um ato de injustiça para essa população que ficou indignada com tais feitos, por essas pessoas que deveriam levar a palavra de Deus, mas que na verdade são motivos de divisão na comunidade e da igreja Católica deste distrito. No entanto, a comunidade não se calou e no dia 25/12/2019 foram REZAR A NOVENA DE NATAL NA PORTA DA IGREJA, MESMO ELA ESTANDO FECHADA, e alguns representantes da comunidade pagaram os tocadores que ficaram do lado de fora da igreja no sol quente durante todo o dia celebrando a chegada do menino Jesus”, continua a postagem.

Segundo a comunidade os motivos do Padre Geraldo seriam a reforma da igreja e a mudança de data das festividades do padroeiro.

Em entrevista à Rádio 96FM, nesta sexta-feira (27), o pároco afirmou que aconteceu um adiamento da festa. “Não por minha vontade e nem da comissão da igreja, mas devido a problemas externos no entorno da igreja, a tal ponto para me preocupar com a integridade física, porque recebi ameaças, e assim perdeu o sentido de realizarmos nesse momento a festa do nosso padroeiro”.

O Padre Geraldo disse ainda que não tem interesse em reformar a igreja e sim de construir um centro paroquial. “Eu não entendi o motivo dessa conversa, no dia 20 foi colocado uma nota explicando os detalhes explicando essa preocupação com as ameaças. E com relação a festa externa, não cabe ao pároco da igreja se preocupar com o evento porque é de responsabilidade da prefeitura. Em nenhum momento foi intenção em cancelar, mas muitas pessoas não têm preocupação com a festa em si, mas com a parte externa, as atrações musicais”.

O pároco explicou que as decisões devem ser tomadas pelo conselho e que apenas 200 pessoas frequentam a igreja, disse ainda que no último domingo (22) esteve na comunidade e ninguém o procurou.

Veja o vídeo:

 

Galeria de Fotos


7 segundos Agreste comunidade santa cruz Conflito festa de bom jesus dos aflitos fieis rezam do lado de fora da igreja igreja padre geraldo Polêmica população portas fechadas proibição reforma da igreja sete segundos shows musicais Traipu

Veja Também

Comentários