Inédito

Série sobre a vida de Hebe Camargo da Globoplay faz Globo anunciar no SBT

Pela primeira vez no Brasil, emissora de TV faz publicidade em empresa concorrente

POR: Noticias da TV
Andreia Beltrão interpreta Hebe Camargo em série
divulgação

O telespectador do SBT vai se deparar a partir de hoje com uma cena inimaginável até alguns anos atrás. Pela primeira vez, a Globo vai anunciar um produto seu em uma emissora concorrente. Em comerciais feitos especialmente para o SBT, vai buscar assinantes para o Globoplay promovendo a série Hebe, sobre a vida da "rainha da TV", cuja trajetória se confunde com a da rede de Silvio Santos.

Os comerciais de 30 segundos serão exibidos desta sexta (20) até domingo (22) no telejornal SBT Brasil e nos programas do Ratinho, Fofocalizando, Raul Gil, Topa ou Não Topa e Eliana. O encerramento terá uma versão especial, com um minuto de duração, durante o Programa Silvio Santos.

O anúncio faz referência à própria Globo, reproduzindo seu característico top de cinco segundos. Quando o telespectador começa a ficar confuso, o locutor avisa: "Calma! Você não está no canal errado, graciiinha. Depois de anos brilhando aqui no SBT, a Hebe chegou ao Globoplay".

Produzida nos Estúdios Globo, Hebe foi concebida inicialmente para ser um filme e uma minissérie na Globo. Mas o longa decepcionou nos cinemas, com 112.677 espectadores, e a emissora desistiu de exibir a minissérie. Transformou-a em uma série de dez episódios para seu streaming, no qual vem investindo pesado (cerca de R$ 1 bilhão em 2020), para fazer frente às gigantes Netflix, Amazon e Disney+.

Hebe vem sendo promovida maciçamente nos intervalos comerciais da Globo --sem referências diretas ao SBT, como acontecerá nos anúncios feitos na concorrente. É a maior campanha publicitária já feita pelo Globoplay para um conteúdo nacional e a terceira maior da história da plataforma.

Fora da Globo, a campanha ficará restrita ao SBT. "Hebe é um conteúdo que mexe com a memória afetiva das  pessoas. O SBT é a parte mais importante dessa memória e não poderia ficar de fora da nossa campanha. Uma ação como essa mostra que as duas partes entenderam que Hebe é um ícone da televisão acima de qualquer concorrência", justificou ao Notícias da TV Tiago Lessa, diretor de marketing do Globoplay. 

Trinta anos atrás, seria impossível a Globo anunciar no SBT, e vice-versa. Nos anos 1980, hegêmonica no Ibope, a Globo recusava propagandas estreladas por atores e apresentadores de outras emissoras, como a agora homenageada Hebe Camargo (1929-2012). Em 1988, ao se transferir para a rede de Silvio Santos, Jô Soares acusou a Globo de ter uma "lista negra" de artistas.

Hebe temia trabalhar na Globo

A série narra a trajetória de Hebe Camargo (vivida por Valentina Herszage na adolescência e por Andréa Beltrão na fase adulta) e relembra momentos clássicos da apresentadora --e, por consequência, da TV brasileira. Entre eles, a edição de seu programa em que ela reclama da Assembleia Nacional Constituinte, em 1987. Revoltados, deputados ameaçaram tirar o SBT do ar durante um mês inteiro.

Curiosamente, uma das cenas da minissérie mostra a apresentadora falando para Lolita Rodrigues (Karine Teles) e Nair Bello (Cláudia Missura) que jamais trabalharia na Globo, porque seria colocada dentro de uma caixa. "Eu nunca ia poder ser eu mesma na Globo", discursa ela, em argumento prontamente rejeitado pelas amigas. "E eu não ia poder beber na TV", continua Hebe --aí, sim, Nair e Lolita concordam.

O elenco de Hebe conta ainda com Gabriel Braga Nunes (Décio Capuano, o primeiro marido), Marco Ricca (Lélio Ravagnani, o segundo), Danton Mello (Claudio Pessutti, sobrinho da apresentadora), Caio Horowicz (Marcello, o filho), Daniel Boaventura (Silvio Santos) e Stella Miranda (Dercy Gonçalves), Felipe Rocha (Roberto Carlos) e Otávio Augusto (Chacrinha). A direção é de Maurício Farias.

concorrência Globo Hebe Camargo inédito SBT série

Veja Também

Comentários