Violência obstetrícia

Mulher tem veias dos olhos rompidas e perde bebê após parto no Mato Grosso

Hospital onde parto aconteceu está apurando caso

POR: UOL
A mulher entrou em trabalho de parto em um banheiro de hospital
Reprodução

Após nove dias internada no Hospital São Luiz, em Cáceres, município do Mato Grosso, sentindo fortes contrações e sofrendo com a incerteza de que a filha, que se chamaria Isabelle, estava viva, Fernanda Schiavo, de 29 anos, afirma ter dado à luz a bebê em um quarto comum do hospital, sem a presença de um médico obstetra.

A menina, que não sobreviveu, não estava com a cabeça "encaixada" e as veias dos olhos de Fernanda teriam rompido, devido à força que precisou fazer.

Por meio de nota, a direção do hospital informou que um procedimento interno de apuração para analisar as circunstâncias do atendimento foi instaurado. A unidade também ressaltou que prestará todos os esclarecimentos e providências cabíveis.

Mato Grosso parto violência obstetrícia

Veja Também

Comentários