Investigação

Justiça pede que Teófilo esclareça gastos com passagens aéreas em Arapiraca

Após acusar apresentador de TV de calúnia e difamação, prefeito de Arapiraca é investigado

POR: 7 Segundos
Rogerio Teófilo

Em Abril de 2018 o prefeito de Arapiraca, Rogério Teófilo, acusou o apresentador de TV, Vytor Ferro, por calúnia, difamação e injúria. A ação foi registrada com o número 0702601-97.2018.8.020658 na 8ª Vara Criminal da Comarca de Arapiraca.

Na época, Vytor Ferro argumentou uma possível irregularidade por parte da Prefeitura de Arapiraca em relação a compra de passagens aéreas. Pois, de acordo com o apresentador, no portal da transparência do município houve um aumento de passagens em nome da prefeitura, no período de agosto de 2017 a janeiro de 2018.

Agora o Tribunal de Justiça intimou a Prefeitura de Arapiraca para realizar a prestação de constas dessas passagens.

O Portal 7 segundos entrou em contato com a advogado do apresentador, Edson Maia, que esclareceu o assunto. “Esse é o desdobramento de uma ação que o Rogério Teófilo entrou contra o Vytor Ferro. O Vytor fez uns comentários em grupos de WhatsApp sobre o aumento do número de compras de passagens aéreas nesse período”.

Segundo advogado, na época familiares e pessoas ligadas ao prefeito, que não são ligadas à prefeitura, realizaram viagens e postaram nas redes sociais. “Coincidentemente, nesse período, a esposa do prefeito e pessoas ligadas a ele fizeram viagens e divulgaram em suas redes sociais”.

Diante da acusação, a defesa do Vytor Ferro escolheu a tentativa de prova do fundamento dos comentários do apresentador. “Quando se é processado por calúnia e difamação, há duas linhas de defesa, a primeira que é a de que as acusações não foram feitas, a segunda, a que escolhemos, é de provar que o que foi dito pela pessoa acusada tem fundamento”, disse o advogado.

Por Rogério Teófilo ter foro privilegiado, o processo saiu da 8ª Vara Criminal da Comarca de Arapiraca e foi transferido para o Tribunal de Justiça de Alagoas.

“O desembargador relator, João Luiz de Azevedo Lessa, olhando a defesa, quis apurar o fato e foi onde surgiu esse despacho, disponibilizado nesta segunda-feira (11) no Diário Oficial, que intima a prefeitura e consequentemente seu gestor, Rogério Teófilo”, finalizou Edson Maia.

O despacho do desembargador João Luiz Azevedo Lessa, do dia 30 de outubro de 2019, determina que a Prefeitura de Arapiraca informe à justiça, num prazo de 20 dias, o nome da empresa que forneceu as passagens aéreas, bem como seus beneficiários, com os devidos comprovantes fiscais, durante o período de agosto de 2017 e janeiro de 2018.

Veja o despacho:

7 segundos aéreas Agreste Alagoas Arapiraca contas esclarecimento gastos investigação investigado justiça Passagens prefeitura prestação Rogério segundos sete Teófilo

Veja Também

Comentários