POLÍCIA

Acusado de abuso sexual, professor é condenado a 22 anos de prisão

Ao menos oito crianças e adolescentes, com idades entre sete e 12 anos, de acordo com a investigação, estão entre as vítimas

POR: FolhaPress
Prisão foi efetuada pela Polícia Civil de Alagoas
Reprodução

Um professor de Educação Física de Maringá, no noroeste do Paraná, foi condenado nessa sexta-feira (4) a 22 anos e dois meses de prisão pelo crime de abuso sexual. Ao menos oito crianças e adolescentes, com idades entre sete e 12 anos, de acordo com a investigação, estão entre as vítimas.

A denúncia foi feita no fim do ano passado, mas o caso só se tornou público no começo deste ano, após familiares o denunciarem ao Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), que passou a investigar o caso.

Com 45 anos, o professor foi preso no início deste ano por estupro de vulnerável. Ele segue na cadeia.

O Ministério Público do Paraná informou que cabe recurso, mas foi negado ao réu o direito de recorrer em liberdade e de aguardar o resultado do recurso fora da prisão.

 

Brasil Ministério Público Prisão professor violência

Veja Também

Comentários