EM ENTREVISTA

Acusado de matar suplente de vereador coloca culpa em cúmplice e se diz inocente

Crime ocorreu em Arapiraca (AL), mas Cléber José foi preso em São Paulo

POR: 7Segundos
Cléber José de Souza, um dos acusados de matar um professor e suplente de vereador, em Arapiraca
Polícia Civil de SP

Cléber José de Souza Braga Júnior, um dos acusados de matar o professor e suplente de vereador Vandiele da Silva Araújo Rocha em agosto, disse que é inocente e apenas se envolveu no roubo carro da vítima.

Ele foi preso em Praia Grande, no estado de São Paulo, após cumprimento de mandado judicial, em ação conjunta.

Em entrevista à imprensa, Cléber José disse que estava tomando banho e, ao sair do banheiro, viu Wallaph Magno Almeida de Souza matando o professor.

“Quando voltei, Wallaph estava cravando uma faca no pescoço dele. Ele disse que o professor tinha dado em cima dele e pegando nas partes íntimas e, por isso, o matou”, contou o acusado.

O acusado Cléber José disse que não percebeu nenhuma atitude desrespeitosa por parte da vítima. Ele contou que ele e Wallaph conheceram o professor em um posto de gasolinas quando Vandiele da Silva os chamou para beber em sua casa.

Cléber José, que tem passagens por tráfico de drogas, disse que participou do roubo do carro da vítima. Ele explicou que Wallaph Magno queimou o carro para fugir de uma possível acusação de latrocínio.

“Eu estou falando a verdade. Ele diz que matei e que a roupa encontra é minha, mas é tudo mentira. Até a roupa que eu estava no momento do crime está aqui comigo. Sou inocente”, afirmou.

Arapiraca homicídio suplente de vereador

Veja Também

Comentários