Theo Becker nega sexo com ex-BBB Ariadna: 'Sonhou e vai ter que provar'

O ator reforçou seu apoio ao presidente Jair Bolsonaro, a Crivella e defendeu a "família tradicional"

POR: Noticias da TV /Uol
Theo Becker nega sexo com ex-BBB Ariadna: 'Sonhou e vai ter que provar'
Montagem

O ator Theo Becker de Oliveira está protagonizando uma nova polêmica depois de responder a um comentário da atriz Regina Duarte. O ex-Fazenda despertou a indignação da ex-BBB Ariadna Arantes, mulher trans, que revelou ter feito um programa pago por ele. Em suas redes sociais, Becker se defendeu: "Um absurdo o que foram capazes de inventar a meu respeito. [Ela] Sonhou e vai ter que provar".

A confusão começou quando Regina Duarte se colocou contra a decisão de Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, de recolher uma HQ com ilustração de beijo entre dois personagens masculinos na Bienal do Livro no Rio de Janeiro em um comentário feito no Instagram: "Amor, né, prefeito? E os exemplos de violência, vingança e derramamento de sangue? Continua podendo mostrar?".

O ator então, respondeu Regina em tom de apoio ao prefeito do Rio: "Destruindo a família, serão todos garotos de programa e prostitutas". Logo, o comentário repercutiu de forma negativa entre internautas.

A ex-BBB Ariadna se irritou com a homofobia e revelou em vídeo no Instagram: "Vivia se esfregando com a Patrícia Araújo [atriz transexual]. Inclusive me pagou, lembra? Anos atrás, antes do Big Brother, na Barra da Tijuca. Vamos deixar de hipocrisia. O mundo está cheio de prostitutas porque tem gente como você que paga".

Diante da rápida repercussão da fala de Ariadna, Becker correu para as redes sociais para se defender. "Ataque pesado, que me relacionei com uma prostituta trans quando era novo. Em 5 minutos está em todos os sites. Imprensa marrom!"

O ator reforçou seu apoio ao presidente Jair Bolsonaro, a Crivella e defendeu a "família tradicional": "Não vou parar com as postagens a favor da direita e da família". Em contraste, ele confessou que já pagou por programa: "Conto nos dedos às vezes que me senti só e infelizmente procurei companhia de mulheres profissionais".

A declaração de Becker nas redes sociais ainda contou com o que foi considerado transfobia por alguns seguidores: "Eu disse mulheres, e não travestis ou homens. Lamento, mas não sou chegado". A declaração foi feita em sua conta no Instagram e repostada em seu Twitter, onde inclusive a colocou como publicação fixada --a primeira que aparece em seu perfil.

ariadna provar sexo theo becker trans Travesti

Comentários