Turismo

Mais cruzeiros em Alagoas: Marx Beltrão pede redução de impostos para combustível de navios

Beltrão quer que setor de cruzeiros turísticos volte a ter um incremento em AL

POR: Assessoria
Deputado federal Marx Beltrão (PSD)
Assessoria

O governador Renan Filho (MDB) e o secretário da Fazenda George Santoro receberão um ofício assinado pelo deputado federal Marx Beltrão (MDB), coordenador da bancada federal alagoana em Brasília, com um pedido importante para o turismo alagoano: a desoneração do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) incidente sobre o combustível para navios.

A meta de Beltrão é fazer com que, com combustível mais barato para embarcações, o setor de cruzeiros turísticos volte a ter um incremento em Alagoas. O pedido de Marx coincide com posição do governo Bolsonaro, que pretende aumentar de 7 para 40 o número de cruzeiros turísticos que operam no litoral brasileiro até o fim de 2022, em um aumento que seria de 471,4% até o fim da atual gestão.

“Esta desoneração seria por demais benéfica. Atrair mais cruzeiros representa uma importante estratégia para garantirmos um maior fluxo de visitantes a Alagoas. Em breve as obras do Terminal de Passageiros do Porto de Maceió serão retomadas, uma vez que garantimos a liberação parcelada dos recursos que estavam bloqueados. Com combustível mais barato para navios, certamente os operadores de cruzeiros terão um incentivo a mais para colocar Alagoas na rota”, afirmou Marx Beltrão.

Nacionalmente, na última temporada (2018/2019), sete navios de três empresas de cruzeiratuaram no país: MSC Cruzeiros, Costa Cruzeiros e Pullmantur. A temporada 2019/2020, que vai começar em 15 de novembro e terminar em 15 de abril, contará com oito navios e mais dias de navegação, informou a Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos

Alagoas cruzeiros impostos para combustível Marx Beltrão

Veja Também

Comentários