Atentado

Para não morrer, arapiraquense se fingiu de morto após ter corpo queimado por criminosos

Valcir Leite Tenório foi espancado, perfurado com arma branca e queimado

POR: 7Segundos com Aqui Acontece
Vítima se fingiu de morta para não morrer
Reprodução vídeo

O arapiraquense Valcir Leite Tenório , 37, só sobreviveu ao atentado que sofreu na tarde desta terça-feira (20), porque se fingiu de morto após ser torturado pelos criminosos. Ele foi encontrado por populares na zona rural de Coruripe.

De acordo com informações sobre o caso, a vítima estava em uma caminhonete S10 com placa MVJ-9386, vendendo produtos nas imediações do povoado Bom Sucesso, zona rural de município,  quando foi abordada pelos suspeitos.  

Os suspeitos estavam em uma motocicleta e armados obrigaram a vítima a descer do veículo. Neste momento, a vítima começou a ser torturada com golpes de faca, espancada e teve parte do cabelo raspado.

Os criminosos ainda atearam fogo no corpo de Valcir Leite, que para não morrer se fingiu de morto.

Os suspeitos fugiram levando o carro da vítima.

Pela violência empregada contra Valcir Leite há suspeitas de que o crime tenha sido cometido por vingança.

Galeria de Fotos


Arapiraquense criminiosos morto queimado

Veja Também

Comentários