POLÍCIA

Polícia Civil prende em SP dupla suspeita de homicídios no Sertão de Alagoas

Prisão ocorreu na tarde de terça-feira (30)

POR: 7Segundos, com assessoria
Prisão foi efetuada por policiais civis
Reprodução/Internet

Uma ação conjunta das polícias civis de Alagoas e de São Paulo, na tarde desta terça-feira (30), resultou nas prisões de duas pessoas suspeitas de term praticado homicídios no Sertão alagoano. Os dois estavam foragidos e se encontravam em municípios do interior paulista.

De acordo com o delegado distrital de Piranhas, a primeira prisão foi a de Hildebrando Nunes da Silva, acusado de coautoria de um homicídio ocorrido na Rodovia Altemar Dutra (AL-220), no dia 06 de junho de 2009, no município de Piranhas, no Sertão de Alagoas.

Hildebrando Nunes da Silva foi preso na cidade de Bragança Paulista/SP, na ação conjunta da Delegacia de Polícia de Piranhas/AL e da Delegacia de Polícia do município do interior paulista.

A partir de informações colhidas com o delegado de Piranhas, Daniel Mayer, o homicídio praticado por Hildebrando Nunes, em 2009, teve como vítima Osvaldo Santos, conhecido como “Braúna”, e a motivação foi uma “briga que ocorreu no Bar do Ione por causa de uma divisão da conta cobrada pelo consumo de bebida alcoólica no estabelecimento.

Segundo o delegado Rodrigo Cavalcanti, Delegado Regional de Delmiro Gouveia, o trabalho de inteligência está sendo muito fortalecido na Polícia Civil da região sertaneja. “E foi graças a esta atuação da Distrital de Piranhas e da Regional de Delmiro Gouveia, em conjunto com a Delegacia de Bragança Paulista-SP que resultou na localização e prisão do réu que estava foragido desde 2009, quando cometeu o homicídio”, frisou.

Também como decorrência das operações de inteligência deflagradas no dia de hoje  pela Polícia Civil de Piranhas e da Delegacia Regional de Delmiro Gouveia em conjunto com a Polícia Civil de São Paulo, foi preso João Benedito Filho, no município de Itajobi/SP.

“João Filho estava foragido desde o ano de 2010 pelo crime de porte ilegal de arma de fogo, cometido no Município de Piranhas”, disse o delegado Daniel Mayer.

Participaram da coordenação tática da operação os delegados Cícero Lima, Rodrigo Rocha Cavalcanti e Daniel Mayer, da Polícia Civil de Alagoas; e os delegados Waldir Baldo Neto e Wagner Luiz Lioi Modesto, da Polícia Civil de São Paulo.

Foragido homicídio Piranhas Polícia Civil Prisão São Paulo

Veja Também

Comentários