reajuste

[Vídeo] Professores da rede municipal protestam em Teotonio Vilela

Manifestantes querem que prefeitura cumpra acordo para reajustar salários

POR: 7 Segundos
Categoria fez caminhada pelo Centro de Teotonio
Cortesia

Professores da rede municipal de Teotonio Vilela paralisaram as atividades nesta terça-feira (23) e fizeram um protesto reivindicando que a prefeitura cumpra o acordo de reajuste salarial de 4,17%. Segundo informações da direção local do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Alagoas (Sinteal), o município tinha se comprometido em aplicar o reajuste retroativo a maio e a quitar outras pendências na folha salarial de junho.

"Nada disso foi cumprido. Quando saiu o pagamento de junho não recebemos o aumento, mas havia alguns professores que tinha tido uma pequena diferença em seu salário. O sindicato não sabia nos informar o que tinha acontecido, como também não sabia dizer porque esses educadores receberam esse valor, já que a grande maioria não havia tido nenhuma mudança em seu salário", afirmaram os professores em um comunicado enviado para os pais de alunos.

Na mensagem, a categoria explica que, no começo do ano, a Câmara de Vereadores aprovou a redução do reajuste concedido aos professores na mudança de letra, de 6% para 3% e, em no mês passado, em uma rodada de negociações com a prefeitura, os professores aceitaram a proposta de reajuste de 4,17% retroativo a data-base da categoria, no mês de maio. O acordo é que os retroativos do reajuste e a mudança de letra seriam pagos na folha salarial liberada no último dia 10 de julho. Com isso, alguns dos professores que não tiveram a mudança de letra aplicados nos últimos anos esperavam receber mais de R$ 10 mil este mês.

Com o descumprimento do acordo, o Sinteal promoveu uma assembleia no dia 16 e os professores foram informados que, apesar das perdas com a mudança de letra, o salário de alguns dos professores mais antigos iria ultrapassar o piso da categoria. 

"Não é justo sermos afetados e massacrados com essa redução salarial aprovada e transformada em lei, afinal temos uma educação levada à sério por nós, educadores. Nossa dedicação se comprova através do resultado da Avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), ficamos em 3º lugar nos anos iniciais e, em 2º lugar nos anos finais do Ensino Fundamental. Somos destaque no estado de Alagoas e ultrapassamos a meta nacional. É esse o reconhecimento e valorização que recebemos?", indagam os professores no comunicado.

Os professores se concentraram no ginásio da escola Dom Avelar e seguiram, em passeata até o centro de Teotonio. No itinerário, devem também passar pela Câmara de Vereadores para protestar contra a redução do percentual na progressão de letra e seguiram para Secretaria Municipal de Educação.

No final da manhã, uma comissão dos professores se reuniu com os gestores da Educação municipal. Após a reunião, a prefeitura de Teotonio Vilela deve se manifestar oficialmente sobre o assunto.

 

educação paralisação dos professores prefeitura de teotônio vilela reajuste de salário Teotonio Vilela

Veja Também

Comentários