Creche Jayminho

Prefeitura de Arapiraca quer transportar alunos pré-escolares em ônibus para outro bairro

Pais ficaram preocupados com segurança das crianças e não aceitaram proposta

POR: 7 Segundos
Problemas no telhado levaram direção a suspender aulas no "Jayminho"
João Henrique/7Segundos

Enquanto o prefeito Rogério Teófilo (PSDB) comemora a conclusão da reforma de uma creche na comunidade de Bananeira, na manhã desta segunda-feira (22), pais de alunos de outra creche, no bairro Baixão, reclamam do descaso e da falta de sensibilidade do município com os alunos pré-escolares. Desde o final de junho, as aulas no anexo da Escola Municipal Jayme de Altavila, mais conhecido como "Jayminho", estão suspensas devido a falta de condições estruturais. 

Até agora, a prometida reforma para consertar vazamentos e problemas no telhado e na rede elétrica não foi iniciada e as alternativas apresentadas para os estudantes no Ensino Infantil ao 1º anos do Ensino Fundamental não foram aceitas pelos pais. "Eles querem mandar as crianças para o Caic, mas não tem condição. Eu não colocaria meu filho de 4 anos em um ônibus cheio de crianças com apenas uma pessoa tomando conta, sem ver se ele foi colocado dentro da sala de aula", afirmou Leandro Gama, pai de um dos estudantes do Jaiminho.

Segundo ele, no dia 10 de julho, a direção fez uma reunião com os pais dos alunos e apresentou duas propostas: uma delas era de suspender as aulas por um período de três a quatro meses, enquanto a obra é executada, e a outra é a transferência temporária dos estudantes para a creche na escola Pontes de Miranda, mais conhecida como Caic. Para isso, a prefeitura disponibilizaria dois ônibus, com uma cuidadora cada, que pegaria as crianças na frente do Jayminho e às levaria de volta para o mesmo local no final das aulas. Para adotar uma dessas alternativas, era necessário a assinatura dos pais dos alunos.

"Só que ninguém concordou com nenhuma das duas propostas. Primeiro, não tem como deixar os filhos em casa todo esse tempo. Nós precisamos trabalhar e eles precisam estudar. Dois ônibus é insuficiente para levar todos os alunos, porque são seis turmas, e não tem como uma pessoa só tomar conta de um ônibus cheio de crianças pequenas. Se uma delas sair correndo na hora que descer do ônibus e for atropelada?", questiona Leandro Gama.

Outra mãe de aluno do Jayminho, Ângela Maria da Silva, afirma que também não confia em mandar o filho em um ônibus para a escola em outro bairro. "Quando levo meu filho para a escola, deixo dentro da sala de aula, porque ele é muito pequeno para ficar sozinho. Como é que vou deixar ele ir em um ônibus lotado de crianças? Uma pessoa, sozinha, não consegue tomar conta de 40 crianças, ou mais, e garantir que chegassem na sua sala. Sem falar que a situação do Caic deve ser igual ou pior do que a do Jayminho", ressaltou.

As mães e pais de alunos reclamam também da demora para o início das obras. As aulas na creche foram suspensas há mais de um mês e, até agora, a reforma não foi iniciada. "Eles dizem que precisa parar de chover para começar a reforma, só que já se passou vários dias sem chuva e nada foi feito. Desse jeito, a obra não vai ser concluída em três meses como eles prometem", afirmou uma mãe de aluno, identificada como Girlene.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Educação e aguarda resposta.

 

Arapiraca creche educação obra em escola prefeitura de Arapiraca Secretaria de Educação de Arapiraca

Veja Também

Comentários