Assassinato

Feminícidio em Feira Grande: Polícia tem linha de investigação e começará depoimentos

Sandro Barbosa da Silva, principal suspeito, segue foragido

POR: 7Segundos
Sandro e Maria Bruna foram casados por dez anos; ele segue procurado pela polícia
Arquivo Pessoal

A Polícia Civil de Alagoas começou a investigar o assassinato de Maria Bruna Soares da Silva, que foi morta a tiros na porta de casa em Feira Grande na noite da última quinta-feira (4). Os depoimentos começam a ser colhidos nesta terça (9).

Em entrevista ao 7Segundos, o delegado Everton Gonçalves, da Delegacia de Homicídios de Arapiraca, disse que a linha de investigação é de que Maria Bruna tenha sido vítima de feminícidio pelo ex-companheiro, Sandro Barbosa da Silva, de 39 anos.

Sandro Barbosa segue foragido da polícia. Ainda segundo o delegado Evento Gonçalves, o boato de que ele teria sido encontrado morto não é verdadeiro, e a Polícia Civil continua as diligências para encontra-lo.

Crime por vingança

Adelane Tomaz, irmã da vítima, contou ao 7Segundos que acredita que Maria Bruna foi morta por vingança do ex-companheiro. Segundo a irmã, ele acreditava ter sido traído, e era perseguido pelos amigos por causa da fama de “corno”.

Eles foram casados por dez anos e tiveram uma filha juntos, que hoje tem cinco anos de idade.

Galeria de Fotos


depoimentos feira grande feminicídio Polícia Civil de Alagoas

Veja Também

Comentários