Gripe

Professora aposentada de Arapiraca morre de H1N1

Mirene Pereira estava internada há um mês em hospital no Recife

POR: 7 Segundos
Mirene Pereira morreu na noite de segunda (24) em decorrência do H1N1
Reprodução

A professora aposentada Mirene Rodrigues Santos Pereira, 63, morreu, na noite de segunda-feira (24) em decorrências de complicações da gripe H1N1. Ela estava internada desde o dia 25 de maio no Instituto de Medicina Integral  de Pernambuco (Imip), em Recife (PE). Segundo informações de amigos da família, a chegada do corpo em Arapiraca está prevista para o final da tarde. O velório será na Osacre e o horário do sepultamento, no cemitério Pio XII ainda será definido.

Mirene Pereira foi professora em escolas da rede estadual de Arapiraca, trabalhou no laboratório do dr. José Mendes e atualmente mantinha um escritório de serviços contábeis junto com um dos filhos e o marido. O caso dela teria sido o primeiro caso de H1N1 registrado em Arapiraca. 

Segundo informações, a professora aposentada havia feito uma viagem para Gramado, no Rio Grande do Sul, em abril, e retornou com bom estado de saúde. Apenas após dia 1º de maio, depois de ela ter participado da caminhada para Taquarana, é que passou a ter sintomas de gripe, mas só foi hospitalizada após passar mal depois do Dia das Mães. O diagnóstico só foi confirmado por volta do dia 21 de maio, quando a prefeitura de Arapiraca emitiu uma nota oficial confirmando a existência de um caso da doença.

Na época, ele já estava internada na Santa Casa de Misericórdia de Maceió e, no dia 25 de maio foi transferida para a UTI o Imip, em Pernambuco, com quadro de infecção pulmonar e insuficiência respiratória. Após um período de melhora no estado de saúde, nos últimos dez dias o tratamento não vinha mais surtindo o efeito esperado, segundo informações de amigos da família.  

Arapiraca gripe H1n1

Veja Também

Comentários