Protesto

[Vídeo]Comerciantes abaixam portas de lojas durante o protesto no Centro de Arapiraca

Tudo começou quando os manifestantes induziram as Lojas Americanas a fecharem as portas

POR: 7Segundos
Comerciantes abaixam portas de lojas durante o protesto no Centro de Arapiraca
João Henrique /7Segundos

Representantes de vários sindicatos e movimentos sociais participaram do protesto contra a greve geral contra a Reforma da Previdência que acontece em quase todas as capitais do país. Em Arapiraca, um fato inusitado ocorreu em frente as Lojas Americanas: manifestantes induziram os funcionários a fecharem as portas.

O fechamento ocorreu quando o presidente da Federação dos Trabalhadores Rurais e Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Alagoas (Fetag/AL), Givaldo Teles, em sua fala, afirmou que o dona do grupo Lojas Americanas foi um empresários que teria ajudado a planejar o golpe no Brasil , e por isso a loja teria que abaixar as portas.

Com gritos e palavras de ordem a gerência da loja teve que fechar as portas com receio que houvesse algum tipo de vandalismo.

Cinco viaturas do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) estavam acompanhando a manifestação e durante essa momentos, os militares fizeram um cordão de isolamento em gente as Lojas Americanas, garantindo a integridade do prédio, de funcionários e clientes que estavam no interior da loja

O fechamento das Lojas Americanas, acabou surtindo um efeito cascata e outras lojas localizadas na Rua 15 de Novembro, também fecharam as portas durante a passeata contra a Reforma da Previdência.

“O protesto é pacífico e ninguém tinha o objetivo de praticar vandalismo. O certo era que o comercio fechasse as portas durante todo o dia em apoio a greve geral. Mas se eles abaixam as portas durante o protesto já é algo significativo para os trabalhadores”, afirmou o presidente da Fetag.

O diretor do sindicato dos servidores do Detran, Roberto Martins, em sua fala, informou durante a sua fala informou que todas as portas das Ciretrans em Alagoas foram fechadas. Ele disse que o sindicato que desde 2013 trabalhadores do setor público e privado tem o mesmo teto de salários . " quem tá quebrando a previdênca são os sonegadores, os empresários, não são os trabalhadores", discursou Roberto Marins, 

 

 

Galeria de Fotos


americanas Comerciante fecham protesto

Veja Também

Comentários