Irresponsabilidade

"É um fato muito grave", diz Conselho Tutelar sobre criança trancada em sala de aula

Após apurações, caso será encaminhado ao Ministério Público Estadual

POR: 7 Segundos
Criança de quatro anos ficou presa dentro da escola, em São Sebastião
Cortesia

O Conselho Tutelar de São Sebastião está acompanhando o caso da criança de quatro anos que foi trancada dentro da escola Maria Edelvita, no povoado Belisca Pau, na tarde de segunda-feira (12). De acordo com o conselheiro Givaldo dos Santos, após a apuração das circunstâncias do fato, um relatório será encaminhado para o Ministério Público Estadual.

"É um fato muito grave, independente das circunstâncias que aconteceu. Os professores, direção e demais funcionários são responsáveis pela segurança dos alunos. Aquela criança correu o risco de se machucar se tentasse sair sozinha da escola e possivelmente pode ter ficaco com trauma", afirmou Givaldo dos Santos.

Segundo ele, a situação chegou ao conhecimento do Conselho Tutelar por volta das 19h de segunda e que os conselheiros de plantão foram imediatamente à comunidade rural e conversaram com os pais da criança. Nesta terça, de acordo com ele, os conselheiros que acompanham o caso irão se reunir com a direção da escola. 

Em vídeo, a mãe da criança faz um relato desesperado de como sua filha foi trancada sozinha dentro da escola. Ela conta que faltavam alguns minutos para o término do horário de aulas, mas quando chegou à escola, o portão estava trancado com cadeado e a criança chorava muito do lado de dentro. A mulher diz que a criança relatou que estava guardando seus pertences quando a professora saiu da sala de aula. Quando terminou, percebeu que havia sido deixada sozinha dentro da escola.

"Professor e diretor tem que ter responsabilidade", afirma a mãe em vídeo, que em um momendo de desespero também diz: "eles tratam os filhos dos outros cromo cachorro".

A prefeitura de São Sebastião encaminhou nota sobre o assunto, que pode ser lida na imagem abaixo:  

 

Galeria de Fotos


Conselho Tutelar Conselho Tutelar de São Sebastião criança esquecida Escola municipal povoado Belisca Pau prefeitura de São Sebastião São Sebastião Secretaria de Educação de São Sebastião

Veja Também

Comentários