Sem pistas

Polícia ainda não começou investigações sobre desaparecimento de modelo alagoana em NY

Eloísa Fontes, 25, não é vista desde sessão de fotos na última terça-feira (4)

POR: 7Segundos com agências
Modelo desaparecida em Nova York é natural de Alagoas
Reprodução

O desaparecimento da modelo alagoana Eloisa Pinto Fontes, 25, ainda não é tratado como suspeito pela polícia de Nova York, onde a modelo mora há quase um ano. O agente da modelo, Paulo Fernando Santos, procurou a polícia na sexta (7), mas as autoridades policiais afirmaram que, como ela é maior de idade, eles aguardam mais dias para iniciar uma investigação. 

Os policiais, no entanto, recomendaram que Paulo Fernando fizesse buscas em hospitais. Eles suspeitam que a modelo, que estava sem documentos, pode ter sofrido acidente e internada sem identificação.

O caso está sendo acompanhado pelo Consulado Brasileiro.

Eloisa Fontes está desaparecida desde a terça-feira (4). Paulo Fernando afirmou que ela havia faltado a uma sessão de fotos no dia anterior e justificou que havia sido vítima de assalto e teve telefone e todos os documentos levados. Ela teria chegado à agência carregando uma mala, afirmando que pretendia se mudar do local onde estava hospedada e, ao sair, disse que iria ao Consulado para dar entrada em um novo passaporte e, desde então, não foi mais vista.

A modelo, que já foi capa de revistas conceituadas como "Elle", "Grazia" e "Glamour", e fez campanhas para grifes como Dolce & Gabbana, era considerada uma modelo responsável, que não costumava faltar no trabalho. A jovem é natural de Alagoas e tem uma filha com o produtor russo Andre Birleanu, 41, com quem já foi casada.

Desaparecimento modelo alagoana Nova York

Veja Também

Comentários