Linha de investigação

Jovem executada em Arapiraca tinha ligação com quadrilha de traficantes de drogas

Débora Santos chegou a ser presa em abril do ano passado com mais 4 pessoas

POR: 7Segundos
Débora foi morta a tiros dentro de casa
Reprodução

A jovem que foi assassinada a tiros, na madrugada de sábado (6) no povoado Canaã, zona rural de Arapiraca, respondia pelo crime de tráfico de drogas. A ligação de Débora Camila Oliveira dos Santos, 26, com uma quadrilha de criminosos é uma das linhas de investigação em que a Delegacia de Homicídios de Arapiraca está trabalhando.

Débora Santos foi presa no dia 4 de abril do ano passado durante uma operação deflagrada por agentes da Delegacia de Taquarana, que investigava a ligação do grupo com o tráfico de drogas e com assaltos ocorridos na região.

Além da jovem, foram presos também Mickael Jorge da Silva, 23; Claudinei Cândido da Silva, 34; Lucas Oliveira dos Santos, 24; e Claudevan de Souza, 19. Eles foram presos em uma residência, no município de Taquarana, onde a polícia apreendeu maconha, armas, celulares e um carro de passeio que era usado pela quadrilha para a prática de assaltos.

Na madrugada de sábado, Débora Santos estava dormindo com o companheiro, que não teve a identidade revelada, em uma casa na comunidade do Canaã, zona rural de Arapiraca, quando o local foi invadido por criminosos. De acordo com os primeiros levantamentos, os assassinos efetuaram vários disparos na direção da jovem, que dormia, por uma janela que dá acesso ao quarto. Ela morreu na hora. 

O companheiro foi ferido no abdome, mas sem gravidade. Ele foi encaminhado para o Hospital de Emergência do Agreste e estava consciente no momento do socorro. 

Logo após o crime, guarnições da Polícia Militar fizeram rondas para tentar encontrar os criminosos, mas sem sucesso.

Arapiraca delegacia de homicídios de arapiraca homicídio povoado canaã Taquarana tráfico de drogas

Veja Também

Comentários