Rio de Janeiro

BBB19: delegado diz que Paula pode pegar até 3 anos se condenada

Participante é acusada de injúria por preconceito alusivo à religião

POR: Notícias Ao Minuto
Paula foi acusada de racismo e intolerância religiosa dentro do programa
Reprodução/TV Globo

O delegado Gilbert Stivanello, titular da Delegacia de Combate a Crimes de Racismo e Intolerância do Rio de Janeiro, disse ao UOL que há um procedimento instaurado desde o dia posterior à fala ofensiva de Paula no "BBB19".

No reality show da Globo, a participante fez uma série de comentários que foram considerados preconceituosos sobre a religião de Rodrigo.

"Trata-se de injúria por preconceito alusivo à religião", afirmou o delegado ao UOL.

Caso ela seja condenada, a pena varia de um a três anos de reclusão e multa.

"Se for concluído que ela tinha o intuito ou sabia da possibilidade de ofender com sua fala, poderá ser indiciada e o Inquérito será relatado e enviado à Justiça Comum. Não cabe Juizado Especial pois a alusão à religião agrava o delito", disse Gilbert.

Paula deverá ser ouvida assim que for eliminada ou após a final do "BBB", que termina dia 12 de abril.

BBB19 Delegacia de Combate a Crimes de Racismo Globo Paula

Veja Também

Comentários