Racismo

BBB 2019: Delegado vai ouvir Rodrigo e Paula

Interrogação é para saber se o professor pretende denunciar a sister

POR: RD1
Rodrigo e Paula serão ouvidos pela polícia ao deixarem o programa
Reprodução

As conversas que aconteceram dentro da casa do BBB 2019 não ficarão por lá mesmo, principalmente as que envolveram crimes.

Segundo a coluna de Leo Dias, o delegado titular da DECRADI (Delegacia de Combate à Intolerância Religiosa), Gilbert Uzeda, já avisou à Globo que irá interrogar Paula Sperling e Rodrigo França no hotel, assim que os dois deixarem o reality.

“Posso fazer com que eles saiam do programa para depor, mas assim eles seriam eliminados. E o Rodrigo acabaria sendo vítima duas vezes (pelo racismo e pela injusta eliminação)“, explicou o delegado. Paula está sendo acusada de preconceito religioso.

De acordo com Uzeda, o objetivo da interrogação é saber se o professor pretende denunciar a sister quando estiveram fora do reality. “Como se trata de um crime de ação penal pública condicionada a uma representação, significa que a continuidade do procedimento depende do ofendido (Rodrigo) manifestar o interesse em levar o caso adiante”, afirmou.

Paula já gerou a indignação de diversos telespectadores com suas falas de cunho racista e preconceituosas. Durante uma conversa na casa, a participante afirmou ter medo de Rodrigo, porque ele “tem contato com esse negócio de Oxum“. Para quem não sabe, Oxum é uma divindade cultuada no Candomblé e na Umbanda. A orixá representa a sabedoria, o amor e o poder feminino.

 

BBB 2019 Delegacia de Combate à Intolerância Religiosa Globo Paula Rodrigo

Veja Também

Comentários