Monitoramento

Barragem de Arapiraca não apresenta risco de acidente, diz relatório da ANA

Embora de alto risco, a barragem não integra lista de reservatório sob risco de acidentes

POR: 7Segundos, com Ascom
Barragem no Lago da Perucaba, em Arapiraca
Reprodução

Depois do rompimento de uma barragem de rejeitos da mineradora Vale, situada na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, órgãos competentes em todo o país deverão realizar análise detalhada de risco de acidentes em todas as barragens brasileiras. Alagoas é um dos estados da federação que possui barragens, 25 delas classificadas como de alto risco e uma de risco médio. Arapiraca é uma das cidades alagoanas que possui barragem, mas, segundo Relatório de Segurança de Barragens da Agência Nacional de Águas (ANA), o reservatório não está sob risco de rompimento. A barragem está situada em localidade conhecida como Lago da Perucaba.

O mesmo Relatório, de novembro de 2017, atesta que seis barragens apresentam irregularidades e riscos de rompimento. Na região do Agreste, essas barragens estão situadas nas cidades de Teotônio Vilela, São Sebastião e Junqueiro. Em Teotônio, a ANA alega que há risco de acidente nas barragens de Prado, São Francisco e Gulandim. Também apresentam riscos a barragem Piauí, em São Sebastião, e Bosque IV, em Junqueiro. Um sexto reservatório, o Canos, localizado em Maceió, também oferece risco.

O Agreste também possui reservatórios nas cidades de Feira Grande, Igaci e Palmeira dos Índios, mas estas não apresentam risco de rompimento. 

Da classificação
A classificação de risco das barragens e seu dano potencial tem como base o volume do reservatório, o potencial de perdas de vidas humanas e o impacto social, ambiental e econômico. Portnto, apesar de a barragem de Arapiraca ser classificada pelo relatório da ANA como de alto risco, o mesmo relatório atesta não haver risco de rompimento.

A estimativa de valor para a total recuperação das barragens era de R$ 1,4 milhão na data de divulgação do relatório. Todos os reservatórios sob risco em Alagoas pertencem a usinas: a de Maceió pertence a Santa Clotilde e a outras cinco pertencem a Usina Unidas Seresta.

Alagoas é o segundo Estado do Nordeste que possui o maior número de barragens sob risco, ficando atrás apenas da Bahia, que possui dez. Em toda a região Nordeste são 24 barragens em situação de risco.

Semarh
Uma força tarefa composta pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA) deverá realizar as fiscalizações nos reservatórios de Alagoas, atualizando o cadastro das barragens. Os órgãos deverão assegurar se as barragens estão ou não cumprindo o que estabelece os planos de segurança, conforme o que preconiza a Política Nacional de Segurança de Barragens (PNSB), instituída pela Lei nº 12.334/2010.

De acordo com a Semarh, em dezembro do ano passado foram realizados fiscalização e monitoramento nas barragens de Alagoas. O órgão tem até o dia 31 de março deste ano para repassar para a ANA o resultado deste estudo.

Veja, abaixo a lista das barragens de Alagoas.

Agreste

Barragem: Arapiraca
Município: Arapiraca
Uso principal: aquicultura
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: médio
Empreendedor: Departamento Nacional de Obras Contra as Secas
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Marcado dos Pereiras
Município: Feira Grande
Uso principal: defesa contra inundações
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: baixo
Empreendedor: Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Paraíba
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Coruripe
Município: Igaci
Uso principal: aquicultura
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: baixo
Empreendedor: Departamento Nacional de Obras Contra as Secas
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Caçamba
Município: Quebrangulo
Uso principal: abastecimento de água
Categoria de risco: médio
Dano potencial associado: alto
Empreendedor: Companhia de Saneamento de Alagoas – CASAL
Órgão fiscalizador: Semarh – AL

Barragem: Piauí
Município: São Sebastião
Uso principal: irrigação
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: alto
Empreendedor: Usinas Reunidas Seresta S/A
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Campo Grande
Município - Campo Grande
Uso principal – aquicultura
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: baixo
Empreendedor: Departamento Nacional de Obras Contra as Secas
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Marcado Grande
Município: Campo Grande
Uso principal: defesa contra inundações
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: baixo
Empreendedor: Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Paraíba Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragens localizadas no Sertão

Barragem: Jaramataia
Município: Jaramataia
Uso principal: aquicultura
Categoria de risco: alto
Dando potencial associado: médio
Empreendedor: Departamento Nacional de Obras Contra as Secas
Órgão fiscalizador - Semarh-AL

Barragem: Major Izidoro
Município: Major Izidoro
Uso principal: aquicultura
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: médio
Empreendedor: Departamento Nacional de Obras Contra as Secas
Órgão fiscalizador - Semarh-AL

Barragem: Poço das Trincheiras
Município: Poço das Trincheiras
Uso principal: aquicultura
Categoria de risco – alto
Dano potencial associado: baixo
Empreendedor: Departamento Nacional de Obras Contra as Secas
Órgão fiscalizador - Semarh-AL

Barragem: Riacho do Bode
Município: Santana do Ipanema
Uso principal: aquicultura
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: médio
Empreendedor: Departamento Nacional de Obras Contra as Secas
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: São Marcos
Município: Major Izidoro
Uso principal: aquicultura
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: médio
Empreendedor: Departamento Nacional de Obras Contra as Secas
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Pariconha
Município: Pariconha
Uso principal: aquicultura
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: médio
Empreendedor: Departamento Nacional de Obras Contra as Secas
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Travessia
Município: Major Izidoro
Uso principal: aquicultura
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: baixo
Empreendedor: Departamento Nacional de Obras Contra as Secas
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Maravilha
Município: Maravilha
Uso principal – aquicultura
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: baixo
Empreendedor: Departamento Nacional de Obras Contra as Secas
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Outras regiões

Barragem: Boacica
Município: Igreja Nova
Uso principal: defesa contra inundações
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: baixo
Empreendedor: Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Paraíba Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Pindorama
Município: Coruripe/Penedo
Uso principal: irrigação
Categoria de risco- médio
Dano potencial associado: alto
Empreendedor: Cooperativa Pindorama
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Prado
Município: Teotônio Vilela
Uso principal: irrigação
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: alto
Empreendedor: Usinas Reunidas Seresta S/A - órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: São Francisco
Município: Teotônio Vilela
Uso principal: irrigação
Categoria: risco alto
Dando potencial associado: alto
Empreendedor: Usinas Reunidas Seresta S/A
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Gulandim
Município: Teotônio Vilela
Uso principal: irrigação
Categoria de risco: alto
Dando potencial associado: alto
Empreendedor: Usinas Reunidas Seresta S/A
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Bosque IV
Município: Junqueiro
Uso principal: irrigação
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: alto
Empreendedor : Usinas Reunidas Seresta S/A
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Coruripe I
Município: Coruripe
Uso principal: irrigação
Categoria de risco: baixo
Dando potencial associado: alto
Empreendedor: Usina Coruripe Açúcar e Álcool
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Francisco Alves
Município Coruripe
Uso principal: irrigação
Categoria de risco: baixo
Dando potencial associado: alto
Empreendedor: Usina Coruripe Açúcar e Álcool
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Riacho de Pedras
Município: Coruripe
Uso principal: irrigação
Categoria de risco: baixo
Dando potencial associado: alto
Empreendedor: Usina Coruripe Açúcar e Álcool
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Canoas
Município: Rio Largo
Uso principal: irrigação
Categoria de risco: alto
Dano potencial associado: alto
Empreendedor: Usina Sta. Clotilde
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Barragem: Sem. Carlos Lyra
Município: Maceió
Uso principal: irrigação
Categoria de risco: alto
Dando potencial associado: alto
Empreendedor: Usina Caeté S/A - Unidade Cachoeira
Órgão fiscalizador: Semarh-AL

Agreste Arapiraca barragens Sertão

Veja Também

Comentários