Tristeza

Menino que foi feito de escudo humano no Sertão morre no HEA

Criança foi baleada na cabeça e estava internada desde sábado

POR: 7Segundos
Criança foi feita de escudo por criminoso para escapar de atentado
Divulgação

O menino Joaquim Silva Costa, 8, que foi baleado na cabeça durante atentado no último sábado em Inhapi, morreu na madrugada de hoje (28) no Hospital de Emergência do Agreste. A criança foi feita de escudo humano por um criminoso que se defendia de tiros deflagrados por rivais.

A morte da criança pegou alguns amigos da família de surpresa já que as primeiras informações sobre o caso eram de que o menino havia sido atingido apenas de raspão e que o estado de saúde dele não era considerado grave.

Até o começo da manhã, o corpo de Joaquim Costa não havia sido removido para o Instututo Médico Legal de Arapiraca.

O menino estazva brincando na rua com amigos, nas proximidades de um ginásio de esportes no bairro Tipi, quando dois homens em um carro de passeio se aproximaram para tentar matar um homem que posteriormente foi identificado pela polícia como Francisco de Assis, conhecido como "Nino de Margarida Vieira". 

Para se defender dos tiros, ele segurou Joaquim Costa em frente de seu corpo. Em seguida, ele largou o menino, baleado na cabeça, e fugiu. A criança foi encontrada por familiares e vizinhos caída na rua e foi socorrida para o Hospital Clodolfo Rodrigues, em Santana do Ipanema. Pouco depois, foi transferido para o HEA, em Arapiraca.

Segundo a polícia, Francisco de Assis é acusado de vários crimes como homicídios, roubos e tráfico de drogas. Ele seria integrante da quafrilha liderada por Wellington Pereira dos Santos, o "Índio", que foi assassinado no último dia 9, em Mata Grande. Há suspeitas de que os autores do atentado seriam membros de uma gangue rival.
 

atentado à bala criança vítima Inhapi Sertão

Veja Também

Comentários