Cinema

Curta-metragem arapiraquense participa de festival de cinema na Índia

O filme foi exibido publicamente, pela primeira vez, durante a 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, realizada em outubro de 2017.

POR: Assessoria; 7Segundos
O filme foi exibido publicamente, pela primeira vez, durante a 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, realizada em outubro de 2017.
Divulgação

O curta-metragem Avalanche, dirigido por Leandro Alves, foi selecionado para participar da sexta edição do Noida International Film Festival, que acontecerá na Índia, no final deste mês. A produção cinematográfica foi financiada pela Prefeitura de Maceió, por meio do Prêmio Guilherme Rogato, da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC).

Estrelado por Rafael Nicácio, que também atuou no filme Big Jato (2016), do renomado cineasta Cláudio Assis, Avalanche tem uma narrativa que aborda a temática do armamento, da violência, apresentando a história de uma família que tem sua casa invadida por bandidos na celebração da padroeira da cidade. O cenário utilizado para a realização do curta foi a periferia de Arapiraca, município localizado na região Agreste de Alagoas.

O filme foi exibido publicamente, pela primeira vez, durante a 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas, realizada em outubro de 2017. No mesmo ano, também participou do 12º Festival Audiovisual Comunicurtas (PB) e da VIII Mostra Sururu de Cinema Alagoano, onde recebeu o Prêmio de Melhor Contribuição Técnica.

Segundo Leandro Alves, o filme será exibido pela primeira vez em outro país.“A participação nesse festival internacional é uma experiência importante, porque nos dá a oportunidade de mostrar o cinema alagoano lá fora e saber como será a recepção do público”, afirmou.

Para o diretor, o segmento audiovisual alagoano anseia por mais políticas públicas que fortaleçam a produção de filmes, como o Prêmio Guilherme Rogato. “É através desses incentivos que a gente pode produzir e mostrar a cultura local e a nossa identidade”, disse.

Ao todo, o Prêmio Guilherme Rogato, lançado em 2015, destinou R$900 mil para produções audiovisuais de longa, curta e média-metragem.

Parceria FMAC e Ancine em 2019

A partir de uma ação conjunta com a Agência Nacional de Cinema (Ancine), a Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) irá destinar R$ 1 milhão e receber, do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), mais R$ 5 milhões para investimentos no setor audiovisual.

A parceria irá resultar na produção de 10 curtas-metragens, três longas-metragens, três festivais nacionais de cinema e três telefilmes, além de garantir ações de capacitação e apoio aos cineclubes locais.

Arapiraca cinema curta-metragem festival Índia

Veja Também

Comentários