Abuso de preço?

70 postos de combustíveis são notificados pelo Procon Arapiraca

Gasolina chega a custar R$ 4,79 nas bombas e assusta consumidor

POR: 7Segundos
Preço da gasolina de Arapiraca chama a atenção do Procon
Josival Meneses/7 Segundos

Setenta postos de combustíveis de Arapiraca foram notificados pelo Procon, desde a última sexta-feira (4) para explicar o preço da gasolina nas bombas, que chega a R$ 4,79 o litro. A informação foi antecipada pelo 7Segundos na quinta-feira (3).
Conforme o Procon Arapiraca, foram encontrados indícios de desequilíbrio entre os valores praticados pelos fornecedores e o preço final para os clientes em todos os postos da cidade que foram alvo da fiscalização. Apesar disso, o coordenador do órgão, Denys Reis, afirmou para a reportagem que não está caractrerizado ainda o abuso de preço.
"Existem muitas variáveis até chegar ao preço que é apresentado ao consumidor. Em Maceió, por exemplo, alguns postos compram combustível direto de refinarias e então podem praticar um preço mais baixo que aqueles que compram das distribuidoras", explicou.
Os proprietários de postos de combustíveis foram convocados para uma reunião e deverão apresentar uma planilha de custo, com o objetivo de justificar o preço das bombas. No documento, segundo Reis, devem constar informações sobre a fonte e o preço dos combustíveis adquiridos e a margem de lucro.
"A função do Procon não é controlar os preços ou impedir o livre comércio, nossa missão é defender os interesses do consumidor, impedindo que ele seja lesado", disse.
Os condutores de Arapiraca que quiserem denunciar preços abusivos nos postos de combustíveis podem entrar em contato com o Procon pelo telefone 3522-1010, ou na própria sede. 

Arapiraca economia preço da gasolina Procon

Veja Também

Comentários