Caso de Polícia

Professor de escola estadual é acusado de assédio sexual contra aluna

Caso supostamente ocorreu na Escola Quintella Cavalcanti, em Arapiraca

POR: 7Segundos
Escola Estadual Quintella Cavalcanti
Josival Meneses/7Segundos

Um professor da rede estadual de ensino está sendo acusado de assédio sexual contra uma adolescente de 15 anos. O caso já foi denunciado pelos responsáveis da menor nos órgãos competentes.

O suposto crime aconteceu na Escola Estadual Quintella Cavalcanti, em Arapiraca. A denunciante afirma que, ao longo do ano, foi alvo de diversas “piadas” com teor sexual proferidas em sala de aula pelo docente. Em uma das ocasiões, por exemplo, a aluna narra que o professor declarou ter ficado “salivando” após ver uma foto sua nas redes sociais, sendo motivo de risos na turma.

Os envolvidos declaram ainda que a denunciante não teria sido a única vítima, pois comentários sobre outras alunas já teriam sido feitos pelo mesmo professor. A menor também afirma que o tratamento recebido na escola mudou a partir das acusações e que se sente perseguida, inclusive por membros da direção. A mãe da garota afirma que uma intergrante do colégio chegou a dizer que se ela levasse a denúncia adiante iria “se arrepender”.

Os pais da menina formalizaram denúncia no Ministério Público, no Conselho Tutelar Municipal e na Delegacia Especial da Criança e do Adolescente de Arapiraca. Em resposta ao Conselho Tutelar, a direção da escola disse que o professor acusado tem estado “muito abalado” e que ele é um ótimo profissional. Foi proposto ainda que o acusado pedisse desculpas à vítima publicamente, em sala de aula, pois tudo teria sido uma “brincadeira de mau gosto”.

A primeira ação da escola sobre o fato foi mudar o horário de aulas do docente, para que a aluna não o encontrasse frequentemente. A Gerência Regional de Educação (5ª Gere), responsável pela Escola Quintella Cavalcanti, informou ao 7Segundos que uma sindicância já foi aberta para apuração das denúncias, que a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) já foi reportada sobre o caso e que aguarda orientações para tomada de procedimentos administrativos.

 

Aluna assédio sexual escola Escola Estadual Quintella Cavalcanti professor

Veja Também

Comentários