Boato?

Vereadora nega ter sido presa por compra de votos em Santana do Ipanema

POR: 7Segundos
Vereadora Eliana Fofa
Cortesia

A vereadora por Santana do Ipanema, Josefa Eliana da Silva, mais conhecida como “Eliana Fofa” (PSL), usou as redes sociais, neste domingo (28), para desmentir a informação divulgada pelo Ministério Público Estadual (MPE/AL) de que teria sido presa por compra de votos, nas proximidades do Colégio Laura Chagas.

Em seu perfil do Instagram a vereadora relatou que esteve na 2ª Delegacia Regional de Polícia (2ª DRP) na presença do advogado Osman Filho, para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido, mas afirmou que não houve prisão, nem tampouco foi lavrado qualquer flagrante.

“Gostaria de esclarecer a sociedade santanense e eleitores desmetindo boatos que foram criados em meu nome, dizendo a todos que não houve prisão, nem foi lavrado qualquer flagrante. Reforço meu compromisso como cidadã, em poder continuar trabalhando por minha terra e colaborar com Justiça”, informou a vereadora.

Relembre o caso

O promotor de justiça Luiz Tenório, de Santana do Ipanema, prendeu em flagrante, na tarde deste domingo (28), a vereadora Josefa Eliana da Silva Bezerra, conhecida como Eliana Fofa. Segundo o MP, a vereadora estava distribuindo lanches e brindes a eleitores, nas proximidades do Colégio Laura Chagas.

Ao receber a denúncia, o promotor foi até a vereadora e, de fato, constatou que ela estava com o carro cheio de presentes e com adesivos do candidato à presidência da República, Fernando Haddad. 

Diante do flagrante, a vereadora foi encaminhada à delegacia da cidade. O promotor já pediu abertura de inquérito policial para saber se ela estava praticando o suposto crime de compra de votos sob orientação de alguém. 

Eliana da Silva Bezerra foi eleita com o número 17888 e é filiada ao PSL, partido do candidato Jair Bolsonaro.

compra de votos Prisão psl Santana do Ipanema Vereadora

Veja Também

Comentários