NÚMEROS

Brancos e nulos somam 9,6%, índice recorde em 2º turno pós-ditadura

Nas disputas anteriores em duas etapas (1989, 2002, 2006, 2010, 2014), a soma dos votos inválidos sempre ficou na casa dos 6%

POR: 7 segundos com Notícias ao Minuto
Nas disputas anteriores em duas etapas (1989, 2002, 2006, 2010, 2014), a soma dos votos inválidos sempre ficou na casa dos 6%
Divulgação

Com 98,5% das urnas apuradas, brancos e nulos somaram 9,6% do total de votos no segundo turno da eleição presidencial deste ano, o maior índice já registrado no país desde o fim da ditadura militar.

Após a redemocratização, seis disputas presidenciais foram realizadas em dois turnos -as exceções foram as de 1994 e 1998, ambas vencidas por Fernando Henrique Cardoso em primeiro turno.

Nas disputas anteriores em duas etapas (1989, 2002, 2006, 2010, 2014), a soma dos chamados votos inválidos sempre ficou na casa dos 6%.

Dados

Veja Também

Comentários