Caso Uneal

[Vídeo] Delegado dá detalhes sobre supostas agressões em seminário na Uneal

Ex-reitor da Universidade acusa membros do PSL de agressão

POR: 7Segundos
Ex-reitor da Uneal, Clébio Correia, em frente à 4ª DRP de Arapiraca
Reprodução

O que seria apenas um seminário acadêmico terminou na delegacia, na noite desta quarta-feira (24), em Arapiraca. O ex-reitor da Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL), Clébio Correia, acusa de agressão integrantes do Partido Social Liberal (PSL).

Um vídeo foi produzido por Clébio em frente à Delegacia Regional de Arapiraca dando sua versão do ocorrido (confira o vídeo abaixo). O ex-reitor fala que a Uneal promovia o seminário intitulado “Em defesa da Universidade e da Democracia”, quando pessoas ligadas ao PSL entraram no local tentando gravar as pessoas que ali estavam.

“Ele entrou de celular em punho, filmando de forma intimidatória todo mundo que estava ali. Eu fui até ele, interpelei por que ele estava me filmando, se eu não tinha autorizado, tentei tirar o celular da mão dele, e ele respondeu de forma hostil”, relatou.

Após o ocorrido, um segundo vídeo foi divulgado nas redes sociais, onde Clébio estaria agredindo o homem que gravava a cena (confira no fim do vídeo abaixo). Em resposta ao 7Segundos, Clébio Correia explicou o momento: “Este segundo vídeo, é justamente o momento em que eu tento tirar o celular da mão dele, e é justamente o momento em que ele me dá uma joelhada. Esse rapaz não foi lá por acaso. Não tinha reunião do PT lá, o que tinha era um ato da comunidade acadêmica, aberta a todas as pessoas, de todas as vertentes. Quando a gente chega à delegacia, quem já estava lá, que o recepcionou com dois advogados, foi justamente o presidente do PSL em Arapiraca”.

Em resposta às acusações do professor, Aberlardo Silva (PSL), ex-candidato a deputado federal e presidente do partido em Arapiraca, deu sua versão da situação: "Quando aconteceu isso ontem à noite, eu estava em casa, quando eu vi circular nos grupos de Whatsapp este vídeo, com a informação de que o rapaz, que havia sido agredido pelo professor Clébio, havia sido preso e enviado à Central de Polícia. Achei isto bastante injusto, e por conta disto, me desloquei à Central, conversei com o rapaz e ele me explicou o que tinha acontecido. Quando vi que ele podia estar sendo vítima e de uma inversão do que havia ocorrido, liguei para alguns amigos meus que são advogados e permaneci na Delegacia até a chegada deles".

O delegado Igor Diego, responsável pela Delegacia Regional de Arapiraca, confirmou que o Boletim de Ocorrência foi registrado, e que as duas partes foram ouvidas. “No momento, não foi constatado nenhuma lesão corporal. Foi feito um único Boletim de Ocorrência com duas partes, mas não foi configurado, no momento, crime de nenhuma das partes”.

 

agressão Alagoas Arapiraca psl reitor Uneal

Veja Também

Comentários