Fora de circulação

Suspeitos de integrar grupo de extermínio são presos pela polícia

POR: Assessoria e 7Segundos
DEIC prende dupla suspeita de extermínio
Reprodução

Nesta terça-feira (10) e quarta-feira (11), policiais da Divisão Especial de Investigação e Capturas (DEIC), coordenada pelo delegado Fábio Costa, deram cumprimento a dois mandados de prisão, autorizados pela juíza Renata Malafaia, da comarca de Teotônio Vilela. 

Josemar Araújo Ferreira, conhecido como “Mazinho”, de 44 anos e Anderson Nicholas da Silva Lessa, 35 anos foram o alvo da polícia por suspeita de práticas em diversos homicídios nas cidades de Teotônio Vilela e Coruripe e, ainda, de possivelmente integrarem um grupo de extermínio que punia pequenos infratores e usuários de drogas da região com a morte. Segundo o delegado, a DEIC investiga se há envolvimentos da dupla nas chacinas ocorridas em março e maio deste ano e que vitimaram oito pessoas.

Outro suspeito, Ronaldo dos Santos Bispo, está sendo procurado pela equipe policial. Ele conseguiu fugir da cidade de Coruripe e pode ser um dos líderes do grupo criminoso. Fabio Costa disse, ainda, que há outras pessoas envolvidas e que diligências estão sendo realizadas para capturar o responsável por ordenar as mortes. Costa não descarta a participação de policiais corruptos nos crimes e no grupo criminoso.

“Estamos há cerca de quatro meses apoiando os trabalhos investigativos na circunscrição destes municípios por ordem do Secretário Lima Júnior e do delegado geral, Paulo Cerqueira. Não podemos e não vamos dar tranquilidade aos criminosos. Vamos prender e tirar de circulação todos os envolvidos e devolver a paz a sociedade, independente de quem esteja praticando ou ordenando os crimes”, destacou o delegado.

O cumprimento do mandado de prisão de Josemar ocorreu na cidade de Maceió, enquanto que Nicholas foi preso em Coruripe.

"Outras prisões deverão ocorrer durante os desdobramentos desta operação policial e qualquer informação que a população tenha, que possa auxiliar na identificação de outros indivíduos, será extremamente importante. Utilizem o disque-denúncia, telefone 181, de forma anônima", finalizou o delegado.

coruripe grupo de extermínio mortes Polícia Teotonio Vilela

Veja Também

Comentários