Prudência

Alfredo Gaspar não será mais candidato nas eleições 2018

POR: GazetaWeb e 7Segundos
Alfredo Gaspar de Mendonça Neto
Assessoria

O procurador-geral de Justiça de Alagoas, Alfredo Gaspar de Mendonça, desistiu de renunciar ao cargo que ocupa à frente do Ministério Público para concorrer nas eleições de outubro deste ano. A confirmação da desistência acontece na data-limite para a desincompatibilização da função pública para, então, concorrer ao pleito. O nome dele estava sendo ventilado como um possível candidato ao Senado, em uma chapa no PSB. Em entrevista ao site Diário do Poder, Alfredo explicou que a prudência falou mais alto. 

"Família, os amigos próximos, a minha responsabilidade com a instituição. E entender que, em determinados momentos da vida, a prudência fala mais alto que o sonho. Mas tentarei cumprir meu restante de mandato, aqui, no Ministério Público. E fazer de tudo para honrar o que os meus pares me concederam, aqui, durante esses oito meses restantes", explicou Alfredo Gaspar.

O nome de Alfredo chegou a ser colocado em um cenário para uma disputa contra candidatos ao Senado que estão na composição majoritária liderada pelo governador Renan Filho (MDB) e o senador Renan Calheiros. O grupo palaciano conta ainda com uma definição da segunda vaga, que está entre os ex-ministros Maurício Quintella Lessa (PR) e Marx Beltrão (MDB)

Alfredo Gaspar foi secretário de Segurança Pública de Alagoas pelo período de um ano e três meses, conseguindo resultados considerados positivos pelo Governo Renan Filho. Após deixar o comando da pasta, ele foi eleito como procurador-geral de Justiça. Função essa que ele ocupa até o final deste ano, podendo ser reeleito pela categoria para mais um biênio. 

Alagoas Alfredo Gaspar de Mendonça Eleições procurador-geral Renan Filho

Veja Também

Comentários