Tarda, mas não falha

Acusados de homicídio, estupros e roubo em Arapiraca são condenados pela Justiça

POR: 7Segundos, com assessoria
Acusados de crimes
Lídia Lemos

Conduzido pelo magistrado Jandir de Barros, da 8ª Vara Criminal da Comarca de Arapiraca, foram condenados, nesta quarta-feira (13), os réus Jordão Almeida dos Santos e Marcelo Alves de Oliveira, pelos crimes de homicídio contra Dimas de Jesus Souza, estupro de duas mulheres e roubo de uma motocicleta, em 2013. A pena para Jordão será de 26 anos, 9 meses e 15 dias e Marcelo foi condenado a 25 anos e seis meses.

Marcelo Alves foi condenado a uma pena porque confessou o crime de estupro durante depoimento no júri popular. As vítimas dos estupros também testemunharam. Uma das mulheres contou que depois de ter sido violentada pensou em matar a filha e se matar. “Eu tenho nojo de mim”, afirmou a vítima que se emocionou e desmaiou.

Crime
Na madrugada de 1º de setembro de 2013, Jordão Almeida e Marcelo Alves, acompanhados de um menor, tiveram uma discussão com a vítima Dimas de Jesus Souza, em um bar localizado no bairro Brasília, em Arapiraca, tendo sido expulsos do estabelecimento.

Os dois esperaram Dimas sair do bar, enquanto o menor foi em casa buscar um revólver. Como Dimas não saiu até a volta do menor, Jordão e Marcelo voltaram ao bar no intuito de atraí-lo para fora. De acordo com o relato de testemunhas, Dimas foi atingido pelos disparos enquanto tentava fugir e continuou sendo alvejado mesmo depois de caído.

Na fuga, os acusados se depararam com um grupo de cinco pessoas que estavam voltando a pé de um casamento. O menor apontou a arma para o grupo e exigiu uma motocicleta que estava com eles. Em seguida, as vítimas foram obrigadas a caminhar até um terreno baldio, onde foram rendidas. Neste momento, as duas mulheres do grupo foram estupradas. Após os atos libidinosos, os acusados partiram levando a moto e outros pertences das vítimas.

acusados Arapiraca condenados justiça pena

Veja Também

Comentários