Revelado

Exame de necropsia é concluído em IML de Arapiraca

POR: Assessoria e Sete Segundos
Corpo foi removido ao IML de Maceió
Divulgação

Na noite desta sexta-feira (24), o Instituto de Medicina Legal de Arapiraca - órgão da Perícia Oficial do Estado de Alagoas - confirmou a identificação de um dos corpos carbonizados no acidente da BR – 316, em Palmeira dos Índios. Trata-se do jovem Lucas Emanuel de Oliveira (20), reconhecido após o exame odontolegal, realizado pela odontolegista Ana Paula. Relembre o caso aqui

“Comparei a arcada dentária da vítima com uma radiografia panorâmica que veio do estado da Paraíba, e o resultado foi positivo. Os outros prontuários odontológicos apresentados pela família não permitiu a identificação das demais vítimas,” explicou.

Também esteve no IML de Arapiraca a equipe de papiloscopia do Instituto de Identificação, porém, devido o estado dos corpos, só foi possível a coleta da digital apenas em um dos cadáveres. Mas o exame ficou prejudicado porque a vítima não possuía carteira de identidade.

O perito médico legista, Silvio Nunes, chefe especial do IML de Arapiraca, informou que tendo os exames de necropailoscopia sido concluídos, o próximo passo será a identificação por DNA.

“Já recolhemos material genético dos corpos e dos familiares, esse material será encaminhado para o Laboratório Forense do Instituto de Identificação para a realização do exame de DNA forense”, afirmou o médico.

Segundo Rosana Coutinho, chefe do Laboratório Forense da Poal, a realização dos exames de DNA desse caso deverá ser concluída em até 10 dias úteis.

Acidente BR - 316 Arcada dentária IML de Arapiraca Palmeira dos Índios Papiloscopia

Veja Também

Comentários