Suplente de Boiadeiro é diplomado na Câmara de Vereadores de Batalha

O suplente do vereador Neguinho Boiadeiro, Érico Rodrigues de Almeida, mais conhecido como Kinca Douca, 64 anos, divide os sentimentos de alegria e tristeza ao ser diplomado como vereador na Câmara de Vereadores de Batalha.

“Não foi da forma que eu queria que acontecesse, mas infelizmente é a lei e eu vou ter que assumir”, disse ao 7 Segundos no comentário que faz referência ao cenário de violência apresentado em Batalha.

Kinca, que antes de sair candidato nas últimas eleições estava afastado da política há cerca de 13 anos, é filiado ao Democratas (DEM). O vereador já passou pela Câmara Municipal outras três vezes, foi vice-prefeito do município uma única vez e em 2004 se candidatou a prefeito, mas não saiu vencedor.

Em 2016, incentivado pelo próprio Neguinho Boiadeiro, Kinca voltou a campo e concorreu a uma vaga na Câmara Municipal, recebendo 237 votos. “Neguinho tinha uma votação expressiva no município e me animou muito para eu sair candidato e me juntar ao grupo, eu fui o terceiro da coligação”, explicou.

Sobre a sua relação pessoal com o vereador assassinado, o político afirmou que Neguinho era seu contemporâneo. "Passamos nossa infância juntos e tínhamos uma relação de amizade, um grande camarada”. Ele ainda completou dizendo que o Boiadeiro era um bom pai, filho, avô e marido.

Questionado se o vereador era, de fato, o “pai dos pobres”, como dizem algumas pessoas no município, ele confirmou “a classe menos privilegiada está órfã com a morte de Neguinho”. Mas Kinca garantiu que quando assumir, de fato, vai fazer um levantamento dos projetos do amigo e, se possível, dará continuidade. “Uma coisa eu sei, o dinheiro público será investido em Batalha e na população, como deve ser”, afirmou durante a entrevista exclusiva.

Kinca disse também que Neguinho enfrentava dificuldades por ser da oposição, o que não será diferente com ele. “O poder executivo não quer a evolução política de um vereador da oposição e não demonstra o mínimo de interesse pelos projetos, como diz o ditado ‘não querem fazer filho na mulher dos outros’”, finalizou.

Apesar de ter sido diplomado, Kinca ainda não tomou posse e aguarda a convocação do vereador e presidente da Câmara, Waldeck, que não atendeu as ligações do 7 Segundos, nem respondeu nossas mensagens.

Compartilhar

Comentários