Mente doentia

Investigação de assassinato revela que tio matou sobrinho por ciúmes

Motivação foi esclarecida por delegado de Girau do Ponciano

POR: 7 Segundos Arapiraca
Acusado de ter enforcado e matado criança em açude
7 Segundos

José Cícero de Farias, tio de um menino de apenas 9 onze anos, disse que matou o sobrinho porque tinha ciúmes da aproximação do garoto de uma menina de apenas 11 anos. A motivação do crime praticado na zona rural de Girau do Ponciano, município da região Agreste, aponta o nível do distúrbio comportamental do réu confesso.

Em sua mente perturbada, José Cícero decidiu acabar com vida do sobrinho para pôr fim ao que sua cabeça entendia como uma possibilidade de namoro entre duas crianças. Ele tinha uma paixão doentia pela sobrinha de apenas 11 anos, prima do garoto assassinado na tarde do sábado, 23 de setembro. O corpo da pequena vítima só foi localizado no dia seguinte.

“Eu comecei a enforcar ele, daí quando ele estava quase morto, eu o joguei no açude”, confessou o tio do garoto ao 7 Segundos quando foi capturado, uma semana após ter cometido o crime em um açude localizado no sítio Pai Gonçalves, em Girau do Ponciano.

“A vítima, além de ser uma criança, foi morta de forma bárbara e pelo o que a gente apurou, o indivíduo (José Cícero) nutria uma paixão doentia por outra sobrinha dele”, informou o delegado Artur César ao radialista Mitchel Torquato.

A menina de 11 anos não chegou a sofrer nenhum abuso físico por parte de José Cícero. O delegado disse ainda que as provas contra o acusado são robustas e agradeceu a colaboração da juíza Renata Malafaia e do promotor de justiça Kleber Valadares.

O delegado também agradeceu o apoio da Polícia Militar, da Guarda Municipal, do Grupamento Aéreo da SSP/AL e da família da vítima que repassou informações que asseguraram o pedido de prisão expedido no dia seguinte da localização do corpo do menino.

açude Assassinato criança crime Girau do Ponciano menina Menino tio

Veja Também

Comentários