Investigação

Perito criminal conclui laudo sobre morte de cliente em espetinho na Serraria

POR: 7Segundos com Periciaoficial
Perito criminal conclui laudo sobre morte de cliente em restaurante da Serraria
Reprodução/PericiaOficial

O perito oficial criminal Victor Portela do Instituto de Criminalística de Alagoas concluiu o laudo da perícia realizada no Restaurante Espetinho da Maria, localizado no bairro da Serraria em Maceió, sobre a morte de um cliente identificado como Jadilson Pereira Salustiano.  O exame concluiu que a vítima foi agredida antes de cair e bater com a cabeça no chão, o que provocou sua morte.

O caso aconteceu na madrugada do dia 17 de dezembro do ano passado, após uma discussão entre a vítima e os seguranças do estabelecimento. Testemunhas relataram que a vítima caiu e bateu com a cabeça no asfalto da Avenida Presidente Getúlio Vargas, o que lhe causou uma lesão encefálica, tendo sido hospitalizado no HGE, onde entrou em óbito dois dias depois.   

Com a confirmação da morte, a perícia foi acionada para determinar a causa da queda, identificar os envolvidos e as principais testemunhas do caso. O perito signatário constatou que o caso poderia ser resolvido pela análise e melhoramento das imagens registradas,  para assim determinar toda a dinâmica do fato.

Inicialmente o perito Victor Portela analisou as imagens do sistema de segurança que registraram de maneira parcial o evento, devido à posição das câmeras. Ao todo foram 50 mil frames das filmagens analisadas uma a uma.

Victor Portela explicou que a partir de então, iniciou-se um meticuloso e detalhado trabalho pericial de análise, descartando, primeiramente, a possibilidade de tropeço e perda de equilíbrio pelo desnível ou inclinação do piso onde a vítima encontrava-se. Em seguida, passou-se a determinar a causa da queda, avaliando os movimentos da vítima e dos envolvidos.

“Nessa análise foi possível constatar, com melhoramento das imagens, o movimento de um dos seguranças, que se aproximou bruscamente da vítima, ergueu sua mão direita em direção à cabeça de Jadilson, e logo em seguida ocorreu a perda de consciência deste, que então veio a tombar no solo, batendo sua região glútea no piso da calçada e a cabeça no pavimento asfáltico,” afirmou o perito.

Além da determinação da dinâmica pelas imagens, foi possível também identificar possíveis testemunhas do evento, três delas gesticularam nas filmagens descrevendo o evento e comprovando a agressão sofrida por Jadilson. A fim de facilitar o entendimento e posicionar os envolvidos no ambiente, traçando todos os seus movimentos, o signatário, após levantamentos planialtimétricos no local, também criou um ambiente 3D utilizando o software sketchup, representando toda a dinâmica.

O laudo contendo todas as informações descritas foram encaminhadas para o delegado responsável pelo caso. Sobre a conclusão do trabalho, o Perito-Geral Manoel Melo, disse não pode esperar nada menos do excelente perito criminal Victor Portela. "Investir em perícia é acabar com a impunidade", afirmou o perito-geral.

Espetinho da Maria morte segurança traumatismo craniano

Comentários