Número Um

Alagoas lidera ranking de maior fraudador em sistema biométrico, diz relatório do TSE

POR: 7 Segundos, UOL
Biometria
Divulgação / Internet

Alagoas é identificado pela justiça eleitoral como o maior estado a cometer fraudes em registro biométrico em balanço das eleições de 2014 e 2016 (quando o sistema foi implantado de forma obrigatória).

Segundo o levantamento feito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 2.188 títulos de eleitores estão irregulares. Na sequência, estão os estados de São Paulo com 1733 e Goiás com 1.503 respectivamente. Essas irregularidades ocorrem devido a eleitores que, ao tentarem se passar por outras pessoas, emitiram mais de um título eleitoral em diferentes cartórios.

Em Goiás, um único homem conseguiu emitir 51 títulos de eleitor, todos em diferentes cartórios. Ele só foi identificado porque em todos os cadastros constava a mesma impressão digital, que é única para cada indivíduo. Neste caso, o registro biométrico o impediu de votar repetidas vezes.

Após divulgar o balanço. A justiça cancelou os títulos e encaminhou os dados registrados ao Ministério Público Federal para que sejam apurados os "indícios de configuração de eventual ilícito eleitoral ou de outra natureza”, informou o ministro Gilmar Mendes.

Alagoas fraude sistema Títulos eleitorais TSE

Veja Também

Comentários