Sem autorização

Motoristas de transporte complementar aumentam valor de passagem

POR: 7 Segundos
Ilustração

Os motoristas de transporte complementar das linhas de Junqueiro com destino a Arapiraca, Maceió e Penedo, estão cobrando valores acima da tabela estabelecida pela Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal). A denúncia partiu dos usuários que utilizam diariamente o serviço dessas linhas.

Segundos os passageiros, a cobrança dos  valores acima da tabela já vem sendo praticada desde o ano passado. “Quando a passagem da linha Junqueiro/Arapiraca pela tabela deveria ser R$ 5, eles já cobravam de R$ 6 a R$ 7", denunciou um usuário do transporte alternativo.

Esse ano, segundo os denunciantes, o preço tabelado da passagem na mesma linha é de R$ 7, mas os motoristas já estão cobrando de R$ 8 a R$ 8,50. Eles afirmaram ainda que já enviaram vários e-mails para a Arsal com a placa do veículo e nome do motorista que estava praticando essa irregularidade mas até agora nenhuma providência foi tomada.

“Muitos usuários não sabem que é proibido cobrar a passagem diferente do valor estabelecido pela Arsal, e por isso pagam o valor excedente sem reclamar”, revelou um denunciante.

Arsal

A Assessoria de Comunicação da Arsal informou que a tarifa cobrada deve ser sempre a mesma que é apresentada no para-brisa do veículo. Apesar das constantes fiscalizações, os próprios passageiros são orientados a mentir quando os fiscais entram nos veículos e isso dificulta o trabalho.

Quem precisar e quiser realizar denúncias pode utilizar o número da ouvidoria da Arsal, que é 0800 284 0429, ou através do email da Ouvidoria Online, no site arsal.al.gov.br.

Em breve, o órgão disponibilizará também o aplicativo Fiscal Eletrônico onde os usuários do transporte complementar também poderão enviar as denúncias.  

Galeria de Fotos


Alagoas arsal aumento de tarifa linhas motoristas passageiros transporte alternativo Usuários

Comentários