Exclusivo

Célia Rocha diz que não houve pressão e nome de Nezinho foi consenso

POR: 7 Segundos
Samuel Balbino

Em entrevista exclusiva ao Portal 7 Segundos, a prefeita Célia Rocha (PSL) fala sobre os maiores obstáculos que teve para administrar Arapiraca em sua terceira gestão e reafirma que sua decisão de sair da política é para cuidar de sua saúde e da família; revela que está realizando dezenas de obras na cidade e que está atenta aos reclames da população; Célia reforça que não houve nenhuma pressão para a escolha do deputado Ricardo Nezinho (PMDB) para concorrer ao cargo de prefeito na eleição deste ano, como seu sucessor, e acredita que as mulheres lutarão por mais espaços na vida pública.

Inicialmente, falando sobre o processo da reeleição em si, a prefeita Célia Rocha destaca que esse é um instrumento democrático na política no Brasil e em muitos países.

“Na minha opinião, cabe ao povo reconduzir um gestor que conseguiu realizar um trabalho reconhecido pelos moradores. Cada cidade tem uma resposta à administração de seus governantes, podendo reconduzi-lo ao cargo ou não. Arapiraca já viveu suas experiências e nosso povo me parece ter a maturidade adequada para fazer suas escolhas”, disse.

“Não é fácil administrar uma cidade em pleno desenvolvimento, como é o caso da nossa Arapiraca, por exemplo. Na medida em que os avanços acontecem, os problemas também se apresentam na mesma proporção, e em determinadas situações o tempo pode ser um fator importante para a condução das políticas públicas a favor da população”.

Célia lembrou que seu filho, Daniel Rocha, foi o vereador mais votado da história de Arapiraca, em 2008, e que ele poderia continuar exercendo o cargo pelo trabalho que fez, porém, a escolha depende de cada um.

“Sempre recebi apoio dos meus filhos nas decisões que tomei na vida pública e da mesma forma respeito a decisão que eles decidirem seguir”, frisou.

Crise

Para a prefeita de Arapiraca, o início da crise financeira no Brasil foi o maior obstáculo que ela e outros prefeitos encontraram no começo deste mandato.

“Não foi tarefa fácil. Tive de adotar medidas para contenção de despesas para manter o pagamento em dia dos salários dos servidores. Alguns serviços foram reduzidos, mas graças a Deus os resultados surtiram efeito e agora o município está recuperando sua capacidade de investimento com a realização de muitas obras pela cidade e povoados”.

Obras

Ela voltou a elogiar o mandato do ex-prefeito Luciano Barbosa, que hoje é vice-governador e ocupa a secretaria de Estado da Educação. Segundo a prefeita, ele foi um grande prefeito e deixou sua marca na administração pública em Arapiraca.

“Quando ele assumiu a prefeitura, naquele momento, havíamos deixado o município com importantes obras na área da infraestrutura urbana e desenvolvimento social. Ele fez uma excelente administração e ficamos muito felizes com isso”.

Célia Rocha destacou, ainda, a realização de dezenas de obras na cidade e que seu governo está atento aos reclames da população, diariamente. Quanto ao seu futuro político, a prefeita reafirmou que é mesmo hora de sair de cena.

“Dediquei a maior parte de minha vida à política e acabei esquecendo de cuidar da minha saúde. Preciso cuidar dela agora. O meu futuro a Deus pertence. Estou saindo da política para pensar um pouco mais em mim e minha família, mas acompanharei tudo, torcendo e contribuindo de alguma forma para que a nossa Arapiraca continue sempre avançando e sendo o motor do desenvolvimento de Alagoas, como diz o nosso governador Renan Filho”.

Sucessão

Indagada sobre a decisão de seu grupo político em indicar o nome do deputado estadual Ricardo Nezinho (PMDB) para concorrer a eleição, com seu apoio, Célia rebateu as informações de que teria sido uma imposição ou uma decisão forçada.

“Meu nome foi citado inúmeras vezes para disputar a reeleição. Minha saúde não está permitindo nesse momento, por conta disso decidi me afastar da política para cuidar da minha saúde. Não recebi nenhum tipo de pressão para tomar essa decisão. Pelo contrário, o grupo político do qual faço parte sempre colocou meu nome como candidata natural desse grupo e está acatando tanto minha decisão quanto minhas indicações a sucessão, que são o deputado estadual Ricardo Nezinho e meu atual vice, Yale Fernandes”.

Legado

Num outro trecho da entrevista, Célia Rocha falou sobre o legado que deixa para a população da segunda maior cidade do Estado de Alagoas.

“Acredito que deixo o legado de uma Arapiraca preparada para o futuro. Em parceria com o governo estadual estamos fazendo importantes obras estruturantes em todas as áreas. Estamos cuidando de nossas crianças com o programa Agapi que atua com várias secretarias municipais. O nosso saneamento básico está avançando com a construção da Estação de Tratamento de Esgoto, teremos em breve um novo Distrito Industrial com outras empresas chegando para gerar mais empregos e renda para os arapiraquenses. Também estamos trabalhando em parceria com a iniciativa privada, incentivando o comércio local, como é o caso do projeto Centro Novo, entre outras ações. Enfim, são muitas obras que vão deixar a nossa Arapiraca preparada para impulsionar ainda mais a sua força e o seu desenvolvimento”.

A prefeita fez questão de dizer que se fosse definir qual sua maior marca, em todos esses anos de vida pública, seria o trato com as pessoas, “cuidar daquilo que diretamente faz a vida das pessoas mais segura, saudável e feliz”.

Câmaras

Célia Rocha, que foi vereadora por oito anos, disse que Arapiraca conta com valorosas mulheres atuando na Câmara Municipal. “São quatro vereadoras e isso representa um avanço. É claro que esse número poderia ser maior e, com certeza, as mulheres lutarão por mais espaços na vida pública”, finalizou.

 

Arapiraca Célia Rocha Crise Legado sucessão

Comentários