Manifestação

Grupo de Sem Terra bloqueia Avenida Ceci Cunha em protesto por causa de leilão

POR: 7 Segundos
Josival Meneses/ 7 Segundos

Membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST, Via do Trabalho e Pescadores do Lago da Perucaba bloquearam o trecho em frente a Vara de Arapiraca da Justiça do Trabalho, da Avenida Deputada Ceci Cunha, uma das principais vias de acesso a rodovia AL-220.

Os manifestantes reivindicam esclarecimentos sobre um leilão, que eles consideram duvidoso, e que resultará no despejo de várias famílias que estão acampadas há 13 anos na área onde funcionava a Estação de Pesquisa Agropecuária de Alagoas (Epeal), desativada há 15 anos.

De acordo com o grupo, a área está ocupada pelos Sem Terra no intuito de transformá-la em uma Escola de Formação Agroecológica para os filhos e filhas dos pequenos agricultores assentados da Reforma Agrária.

Cerca de 167 tarefas de terra foram leiloadas por R$5,2 milhões e arrematada por uma empresa imobiliária. O que torna o leilão suspeito é que a área foi anteriormente avaliada em R$16 milhões e que ele foi realizado sem o conhecimento do Governo do Estado e das famílias acampadas.

"Mais uma vez estamos nas ruas mobilizados para denunciar as constantes tentativas de suborno que a empresa imobiliária tem feito para que a área seja desocupada e exigimos a anulação do leilão pelo estado", dizia uma nota distribuída pelo grupo.

Equipes do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) foram até o local, mas os manifestantes resolveram liberar a via sem a necessidade da ação dos agentes de segurança pública.
 

Comentários